Analogia

Fazia-se uma reportagem sobre golfe, na tv. “O objectivo dos jogadores é aproximar a bola do buraco e metê-la lá dentro“, explicava a jornalista. A seguir veio uma reportagem em que Passos Coelho explicava, em inglês (?), a sua estratégia para o país. Segundo percebi, era a mesma do golfista.

Más notícias para o BES (ou não)

Depois da lata de baixar o IVA do golfe (o desporto; não estamos a falar do carro) para 6% e das facilidades concedidas à Herdade da Comporta, duas benesses ao banco do ministro BES, hoje recebeu o Grupo Espírito Santo uma má notícia: «Portugal perde organização da Ryder Cup 2018 para a França».

É a vida. Mas o Estado continua a ser bom encosto: «BES pede financiamento de 1,25 mil milhões com garantia do Estado».

Não deixa de ser curioso como a aproximação de eleições acabou por recentrar o BES na agenda económica, algo bem patente com a repetida aparição pública de Manuel Pinho na última semana em diversos órgãos de comunicação social (RTP, TSF, Expresso). Coincidências? Sim, seguramente. Sem dúvida. Obviamente.

golfar…

No cabaz de compras de todos os portugueses


roubado à gui

Alegrai-vos: O Golfe vai ficar mais barato

Alegrai-vos bom povo! Afinal nem tudo são mais notícias. Os impostos sobem, os rendimentos descem, as pensões sofrem cortes, o povo tem de trabalhar mais anos para ter um menor pé de meia na reforma, mas, enfim, o Governo reconhece as nossas reais prioridades.

Depois de tantos anos de luta, de sofrimento, fomos recompensados.

Povo deste país: o IVA para o Golfe vai ser reduzido!

Heimm, digam lá que esta não é uma notícia capaz de vos alegrar o dia?

O BES a contribuir para o PIB !

O José Manuel Fernandes hoje no Público vem mostrar como se fazem negócios em Portugal, agarrando um assunto que a Associação de Turismo do Algarve já levantou a semana passada. O Ryder Cup é um campeonato internacional de Golfe várias vezes efectuado no Algarve e a que se candidatou novamente para 2018.

O que é interessante é que a Comissão Executiva escolheu a Comporta, um PIN (os tais projectos importantíssimos que servem para tirar qualquer observador isento do caminho) que no terreno não tem campo de Golfe, nem hóteis de 5 estrelas, condições obrigatórias para ter acesso ao campeonato.

Acontece que a Comporta é um megalómano projecto do grupo BES, autorizado pelo Presidente da Comissão que escolheu o local,  que tambem inventou os PINs, que foi quadro do grupo BES e que foi ministro com “corninhos”.

Pois, o ex-ministro Manuel Pinho, deixou ” as minas e armadilhas” pelo caminho, vai aguardar que passem os tais três anos de “nojo” ( palavra bem apropriada) antes de voltar ao Grupo de onde saiu e que tanto ajudou.

Tantos e tantos ex-governantes a cobrarem o que fizeram enquanto governo…

O negócio e os inúteis

A empresa canadiana "Creative Classics" sabe que o segredo do negócio pode estar em aproveitar o momento. Por isso, criou um conjunto de 12 bolas de golfe que trazem a imagem de 12 das 19 possíveis alegadas amantes do golfista Tiger Woods.

golfe-0402

O conjunto básico custa 44,95 dólares. Nos primeiros três dias, a empresa já facturou 40 mil dólares com venda do conjunto de bolas de golfe.

Isto sim, é negócio. Isto é saber estar no mercado certo no momento certo. Isto é produtividade, ao contrário dos endinheirados inúteis que jogam na bolsa ao sabor do sopro dos ventos.

Para quando o mestrado para orientador de aparcamento de viaturas?

Para quando o mestrado para “orientador de aparcamento de viaturas”? Ou, como denominam os invejosos e os ignorantes, para “arrumador”?

É mais do que tempo, que diabo!

Para quem queira inteirar-se melhor, é só clicar aqui.

Entretanto, ao ler o anúncio, vem à minha memória os discursos acerca do Alqueva, do Alentejo, do regadio, da agricultura, das prioridades, etc. Não sei porquê…

O terceiro pecado

Já sabem, com certeza, que na sequência de um estranho acidente de automóvel, o mundo descobriu os problemas conjugais de Tiger Woods.  Ficámos a saber que o golfista tinha uma amante, e outra, e outra, e outra, e, não tendo presente todas as actualizações, creio que a lista oficial conta já com uma dúzia.

Para além de ser enxovalhado na praça pública, e de ter os media a esmiuçar a vida da mulher e dos filhos, Woods tem perdido vários contratos de publicidade, incluindo aquele que tinha com a Pepsico, que  deixará de produzir uma Gatorade que levava o seu nome.

As suas antigas amantes são convidadas para os programas televisivos nos quais se chafurda no lamaçal das misérias privadas, e onde, com a lagrimazita que se espera de uma Madalena que não chega a estar arrependida, pedem desculpas à mulher por ter fornicado o marido. [Read more…]