Todos os votos são úteis, mas uns são mais úteis do que outros

Não sou grande apreciador da lógica do voto útil. Já basta o massacre informativo que tenta condicionar a nossa opção seja aos “2 candidatos 2” ou aos “5 partidos 5“, coisa que pode ser pragmática mas não é democrática.

Útil é o voto em quem confiamos, em que defende aquilo em que acreditamos. Inútil é não votar.

Circunstâncias especiais, contudo, invocam lógicas particulares. É o caso do tempo que atravessamos.

Perante a realidade não tenho hesitação possível: voto em Coimbra, e em Coimbra o Bloco de Esquerda tem um deputado que pode manter, e a CDU nenhuma hipótese de o conseguir. Estando em causa a eleição de um deputado, vou votar no BE, como votaria na CDU em Beja ou em Évora. O parlamento precisa de deputados de esquerda, que serão sempre poucos. O resto é desperdício.

Comments

  1. Zé Povo says:

    Então vota PS… que é de esquerda.

  2. Jorge Neves says:

    Fazes bem João, se o voto fosse personalizado eu colocava o X no Pureza como não é voto no partido que se deslocou para a nossa freguesia, tambem é util mas menos util mas é na esquerda.
    Abraço até domingo