EMEL e os estacionamentos em Lisboa

A EMEL mudou recentemente o sistema tarifário do estacionamento de rua, pretexto para se tentar perceber quanto vale o mercado dos parquímetros na capital.

Custo do estacionamento em Lisboa Custo do estacionamento em Lisboa Custo do estacionamento em Lisboa

imagens: site EMEL

De acordo com os tarifários anunciados:

  • Zona verde: 62% dos lugares, 0.80€ / hora
  • Zona amarela: 35% dos lugares, 1.20€ / hora
  • Zona vermelha: 3% dos lugares, 1.6€ / hora

Para fazer umas contitas de mercearia, falta apenas saber quantos lugares de estacionamento estão concionados à EMEL, algo que esta empresa hoje revelou: 40 mil. Sendo o horário em que se paga estacionamento das 9h às 19h, pelo menos, imaginemos três cenários:

  1. Cenário péssimista: taxa de ocupação apenas de 15%
  2. Cenário mediano: taxa de ocupação apenas de 50%
  3. Cenário optimista:taxa de ocupação apenas de 85%

De onde resulta uma facturação média como se segue:

Custo do estacionamento em Lisboa

O relatório de contas de 2010 (com outros tarifários, é certo) refere que o proveito das ocupações da via pública atingiram o valor de 408 mil euros. Ora isto são valores muito inferiores aos estimados mais acima, logo é de supor que a diferença ficará para a Câmara Municipal de Lisboa.

Independentemente destas considerações, é de ver que o negócio do estacionamento é algo pujante. Explica porque é que não há apetência para investimento nos transportes públicos.

Comments


  1. Boa tarde. Julgo haver uma interpretação errada do que são Ocupações de Via Pública (OVP). A definição encontra-se na própria página de onde tirou o valor, mas resumindo, a receita das OVP não está relacionada com o dinheiro que recolhido dos parquímetros. As OVP referem-se a ocupações de lugares tarifados, como por exemplo, quando decorrem obras, ou por algum motivo se torna necessário o encerramento de uma artéria, impossibilitando a normal exploração dos lugares aí existentes.
    Com os melhores cumprimentos,

    • jorge fliscorno says:

      Obrigado pelo esclarecimento. Nesse caso, há então um enorme valor em OVP :O


  2. Se não me engano e fui bem informado, o acordo com a CML era de 1 milhão de euros por ano, mas pelo menos nos primeiros em 11 anos a EMEL nunca pagou esse valor.