Dançar com(o) os gregos

Em vez de estarmos preocupados em não sermos como os gregos, deveríamos estar mais preocupados em ser europeus, ou seja, solidários, evoluídos, civilizados, enfim, democratas, aprender a dançar sem pisar os pés do parceiro.

Comments


  1. Realmente aquilo que os europeus sao mais é “solidários, evoluídos, civilizados, enfim, democratas” mas desde que não fales em fazer referendos, senão os senhores e senhoras do Frankfurt Group arranjam logo maneira de se ver livres de ti..

    Excerto do Financial Times

    “A select group of European leaders dubbed “the Frankfurt group” now meets to set the course of the eurozone.”

    The Frankfurt group – seven leaders, including France’s Nicolas Sarkozy and Germany’s Angela Merkel, as well as the heads of the International Monetary Fund and the EU’s key institutions – is of particular concern to some. It falls outside the normal decision-making process. The group, named after a crisis meeting last month at the city’s opera house, has taken the lead in pushing Mr Berlusconi and Greek leaders to take faster action.”

    http://www.ft.com/cms/s/0/a3cc10fc-0964-11e1-a2bb-00144feabdc0.html#axzz1dcs1a88r

Trackbacks


  1. […] mas entretanto vou observando como o Tomás Belchior dança no compasso de Teixeira dos Santos, ou como os gregos, em unidade nacional. Espero que não seja saudade e já agora também não se trate de paixão. […]