Aumento do IVA na restauração para 23%

O IVA na restauração aumenta só 77%, de 13 para 23%. Uma sopa paga 23% de valor acrescentado ao estado. Um galão também. O mesmo para uma refeição rápida, tomada de pé e à pressa, no intervalo do trabalho para dar energia para um resto de dia produtivo.

Nas cidades portuguesas são cada vez mais raras as pessoas que vivem suficientemente perto das suas casas para aí fazerem as suas refeições. Restaurantes vão perder clientela, muitos vão fechar. Trabalhadores serão despedidos. O turismo será menos competitivo e o turismo cá dentro corre o risco de se transformar em pequenas saídas de curtíssima duração. Agricultores portugueses que hoje cultivam produtos de elevada qualidade para restaurantes terão maiores dificuldades de escoamento.

Espanha e França – concorrentes de Portugal na captação de turistas – têm IVA a sete e a oito neste sector. A Irlanda, com o FMI tão dentro de casa como cá, baixou esta taxa do IVA para 9%. Um colar de pérolas paga o mesmo IVA que uma bifana, um iate que uma sopa, comer um caldo verde equivale a um luxo. A segurança social terá mais subsídios de desemprego a pagar. Pessoas que não têm qualificações noutras áreas delapidarão os seus saberes. Locais actualmente arrendados serão devolvidos aos proprietários e permanecerão encerrados. As receitas diminuirão, a fuga ao fisco aumentará.

Deve ser burrice minha, mas não vejo o que vai o país ganhar com isto, nem em números. Alguém me faz um desenho?

9 comentários em “Aumento do IVA na restauração para 23%”

  1. Fora da maioria ninguém vê e o motivo é simples: os iluminados estão lá todos. Temos um elenco governativo composto por gente imatura politicamente e, pior do que isso, com uma arrogância tal que nem os mais experientes e avisados ouve. A este governo, era preferível não ter nenhum. Veja-se o exemplo belga….

  2. À parte não concordar com o aumento para a taxa máxima…tenho curiosidade em saber qual a percentagem de vendas reais que são declaradas ao Estado. Vamos ao café e dão um talão “consulta de mesa”, vamos ao restaurante “talão não confirmado”…tirando as grandes empresas que apesar de ter 1001 defeitos entregam sempre factura, como o mc donalds e a pizza hut, qualquer restaurante mais tradicional que se preze traz sempre um talão que não serve de factura. Como é que isto é possível ou aceite? Eu acho surreal. Provavelmente com toda a gente a pagar a taxa mínima de IVA, a receita que o Estado arrecadaria seria maior que os faraónicos 23% que só vão contribuir para aumentar (é possível aumentar mais?) a fuga fiscal na restauração….

  3. Pedro, não é ´necessário desenho. Estás certo. Tudo indica que, em 2012, o cenário de insolvências e desemprego na restauração será infalivel e profundo. Ainda hoje, o dono do café-restaurante onde vou após o almoço me garantiu que encerrará as portas no final de Dezembro. Há algum tempo, servia entre 20 e 25 almoços e, agora, quando serve 10 é uma festa. Ele, a mulher cozinheira e mais dois empregados – já foram 3 – ficarão sem trabalho.
    O governo no OGE diz que o PIB cairá 2,8% em 2012; a CE prevê -3%; a OCDE estimou ontem -3,2%. Julgo que infelizmente a queda se agravará para além dos -4,0% e o desemprego ao nível dos 14,5%. Oxalá não tenha razão.

  4. esta gente da restauraçao devem pensar que tem razao :::::::: se aumentou o gaz e a luz porque raio nao averiam de aumentar o iva na restauraçao como se costuma dizer cada qual que se desenrasque que eu tambem tenho que pagar a luz e gas a 23%. agora dizem que vai haver nao sei quantos desempregados nao sei quantos restaurantes fechados isso e tudo uma aldrabiçe , agora penssem quantas familias ficam sem jantar para terem € para pagar o aumento do iva, na luz,gas,agua,transportes,alimentaçao e tudo o resto…so porque a restauraçao passou para 23% vem fulano e cicrano pa televisao protestar MAS QUANDO FOI O AUMENTO DA LUZ NAO VI NINGUEM A PROTESTAR, CLARO A LUZ QUE REMEDIO TEMOS QUE A PAGAR PORQUE SE NAO PAGAS NAO TENS ENERGIA ( LUZ) PARA VERES TANTA PALHAÇADA QUE ESTA GENTE DIZ DA BOCA PARA FORA SEM PENSAREM NA QUANTIDADE DE FAMILIAS QUE NAO TEM DINHEIRO PARA PAGAR UM AUMENTO TAO GRANDE NA CONTA DA LUZ quanto a restauraçao que comam em casa fica mais barato isso tem soluçao e so trabalharem mai um bocado em vez de irem ao restaurante estou mesmo xateada

  5. com este aumento e com a introdução de portagens deixa de haver intercâmbio entre cidades e também a fuga de turistas, como se desenvolve uma economia se tiramos o poder de compra às pessoas. Tiraram parte do 13º mês às pessoas para quê? não me digam que foi para providenciar o pagamento aos craques e iluminados agora inseridos naquela plataforma estatal.
    Lembrem-se que já houve tempos em que um ministro pediu aos portugueses um dia de salário
    alguém sabe para onde foi esse dinheiro?meus senhores o burro é pequeno e não aguenta com tanta carga a manjedora é pequena e a palha é pouca pois do ALENTEJO já não vem nenhuma .Logo após o 25 de Abril os anarquistas escreviam (se não amas o teu país abandona-o o ultimo a sair que apague as luzes do aeroporto )e agora passados uns anos digo eu coitados dos que ficaram.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.