A corrupção no país vizinho e nós, não temos?

Esta imagem foi retirada de NoLesVotes, uma página muito simples, onde de forma dinâmica se vão marcando num mapa casos de corrupção e afins. Excelente iniciativa, denunciando um sistema de alternância perpétua dos mesmos no poder. Escolhi este bocadinho porque tem um imenso espaço vazio, o nosso, e talvez não fosse má ideia fazer o mesmo trabalho aplicado a Portugal. Casos não nos faltam, era só uma dúzia de amigos aparecerem na caixa de comentários deste artigo com vontade de colaborar, referindo casos por localidade se possível com link para uma notícia de jornal e já agora evitando que Lisboa ficasse com as bandeiras todas, o que nem é justo nem é verdade. Vamos a isso?

Comments

  1. Konigvs says:

    Podem começar por colocar uma bandeirinha laranja na minha santa terrinha: Gondomar.
    Valentim Loureiro condenado em tribunal a 3 anos e dois meses de pena suspensa por abuso de poder com perda de mandato por prevaricação.
    Olha, e não é que ele afinal nunca deixou a presidência da Câmara?

    Aqui em Gondomar dá-se um chuto num calhau e salta um caso de corrupção envolvendo ou o Major ou o seu braço direito Oliveira, claro que não salta para os tribunais mas comenta-se à boca pequena.
    Casos mediáticos: Apito dourado e Quinta do Ambrósio.

    A enterrar Gondomar desde 1993. Sinceramente acho que conseguia melhor. Há tantos anos na Câmara e Gondomar só é a 2a Câmara mais endividada do país. Espero que no que falta deste mandato consiga finalmente alcançar o primeiro ligar.

  2. jorge fliscorno says:

    Escrito assim com elegância, só falta mesmo é mais contribuições.

  3. Konigvs says:

    Bem parece que ficaram todos envergonhados. Mais um, agora na Câmara vizinha e de outra cor partidária, um vermelho cor-de-rosa.

    Nuno Cardozo ex presidente da Câmara Municipal do Porto foi condenado em tribunal a três anos de cadeia (claro que é sempre suspensa!) por um crime de prevaricação, no caso o arquivamento indevido de processos de contra-ordenação do Boavista FC.

    “Houve intenção de beneficiar o Boavista FC” e uma “elevada ilicitude dos factos”, referiu o juiz-presidente, João Amaral, na leitura do acórdão.

  4. Konigvs says:

    Também aqui perto, desta feita uma bandeirinha azul.
    Avelino Ferreira Torres, em 2004, no Tribunal do Marco de Canaveses, foi condenado a três anos de cadeia (suspensa!) por crime de peculato.

    O caso que também foi muito mediático, em que o senhor presidente da câmara colocou trabalhadores da Câmara a trabalhar em sua casa!!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.