A EDP e os contratos bi-horários

Em finais de Outubro publiquei aqui “Tem contrato bi-horário com a EDP? sorria, pode estar a ser roubado” a partir de uma denúncia. Daí para cá a caixa de comentários foi-se enchendo com mais depoimentos. Uns verificaram, e estava tudo bem. Outros nem por isso. Último exemplo, bem revelador de que a Entidade Reguladora dos Serviços Eléctricos não passa de um departamento da EDP:

“Entre Junho e Outubro de 2010, a EDP não cumpriu os horários do Bi-Horário, ciclo diário. O contador só entrava no período de VAZIO às 00h00 quando deveria ser às 22h00.
Comuniquei o facto várias vezes à EDP, que começou por ignorar a questão, passando depois a tentar baralhar as coisas dizendo que o problema estaria no meu contador. Rebati dizendo que o problema estava na EDP e não no meu contador. A EDP nada fez. Comuniquei o problema à ERSE e a ERSE nada fez, eu insisti e ERSE acabou por tentar escudar a EDP em vez de tentar resolver o problema concreto do cliente. A ERSE é a EDP e a EDP é a ERSE. Assim vai o país.
Acabei por relatar o problema ao Exmo. Sr. Presidente da República, e o que é facto que é o problema ficou resolvido dois dias depois. Mais, a EDP acabou por me enviar uma carta a relatar o contacto do Presidente da República, e nessa carta a EDP acabou por reconhecer, pela primeira vez, que o problema não estava no meu contador mas no serviço prestado pela empresa, passo a citar: “as falhas que nos foram reportadas… poderão ter sido originadas por perturbações pontuais de rede”. Continuava a ser uma mentira, porque essas “perturbações pontuais de rede” não eram aleatórias e prejudicavam sempre o cliente, mas pelo menos reconheciam que o problema estava do lado da EDP, cabendo à empresa resolvê-lo.
Não tive mais problemas até ao dia 19 de Janeiro de 2012, quando verifiquei que o contador só passou para o período de VAZIO às 00h00 quando deveria ser às 22h00. O problema repete-se.
O BI-horário ainda não acabou, mas a EDP sente que pode dispor de tudo e de todos a seu bel-prazer; os responsáveis pela empresa sentem-se acima da lei, da justiça, da verdade, da ética, da moral, de Portugal, usam e abusam do cidadão comum, são arrogantes, prepotentes e mentirosos.
Depois de ter sido aconselhado pela própria EDP a comprar acumuladores de calor para aquecimento doméstico, ainda me roubam no tarifário, já para não falar no fim anunciado do Bi-horário, uma das bandeiras da EDP que levou muitas pessoas a apostar nos acumuladores de calor.

Comments

  1. marai celeste ramos says:

    E em breve teremos surpresas “aquáticas”

  2. Luís says:

    O melhor sistema de aquecimento para apartamentos, e não só, é o sistema de salamandras a pellets.
    A instalação é fácil, sem exigir chaminé, e os custos das pellets, apesar de taxadas ao IVA a 23%, acabam por compensar em relação ao gás e muito mais em relação à electricidade.
    Inconveniente: o custo das salamandras, ainda muito caras, especialmente as de ferro fundido que são as melhores, conseguindo um rendimento de 90%.
    O sistema é ecologicamente sustentavel, as pellets são fabricadas em Portugal com serrim de madeira e o CO2 que emanam para a atmosfera é igual ao mesmo CO2 emitido pela árvore quando morre.
    Falta dizer que este sistema de aquecimento é recomendado pela CEE, que os espanhois já fabricam estufas que aproveitam os caroços de azeitonas e as cascas das améndoas para fazer pellets … e que eu não vendo estufas nem pellets.

  3. Pedro Manuel Freitas says:

    A ideia pode ser boa, mas como é que aquecemos as várias divisões da casa? Sem chaminé? Queria reduzir a dependência da obscura EDP ao mínimo.

  4. Anara says:

    A mim aconteceu pior o meu era bi-horario mas estava a ser somado como tri horario (somado como, não contado como), ou seja havia um valor que era a soma dos dois valores de bi horario que era somado novamente duplicando a minha conta.
    Fiz imensas reclamações pois desde que me tinha mudado o contador a conta aumentou imenso, para não falar de facturas extras de acertos que me apareciam durante o ano sem motivo pois eu dava a contagem mensalmente, finalmente deslocaram-se houve uma reunião e admitiram que havia um “enorme” engano, vamos a ver agora o resultado, ainda não recebi a nova factura.

  5. Pedro Manuel Freitas says:

    Os enganos podem resolver-se, mesmo que seja um grande engano como é o caso que relata. Pior mesmo é quando o engano não é um engano mas um roubo planeado à escala nacional. Só no Porto conheço vários casos semelhantes ao meu. Muitas pessoas tem os contadores fora de casa e não os controlam diariamente (porque haveriam de os controlar se estão a lidar com uma empresa séria como a EDP); e noutros casos têm contadores electrónicos que não entendem. Ou seja, é perfeito para a EDP. A maior parte das pessoas nem sabe que anda a ser roubada no BI-Horário. Não se trata de um engano ou de uma falha técnica. Estou a falar de roubo descarado. O sucesso do Mexia faz-se as nossas custas.

  6. Paulo Martins says:

    É começar a fazer queixas na deco, nos jornais nacionais e televisões, já que eles sobrevivem com a crise e com as desgraças do povo e com escandalos, não acham?

  7. Cecília says:

    Que pouca vergonha!! Também eu investi em acumuladores pelo mesmo motivo. Temos que fazer algo porque isto é um roubo. Nos precos, nos “enganos”, nas recomendações cobardemente esquecidas, enfim, um comportamento inclassificável.
    E vem o Mexia dizer que “Em casa das pessoas, a factura média da electricidade é pouco superior a 40 euros e, no caso das pessoas com menos recurso, é inferior a 20 euros”,
    http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=543445

    • Carla says:

      No meu caso a média do ano passado foi de 114€ e este ano já vou numa média de 280€ nestes 3 meses, no passado mês de Março/2013 declarei guerra ao gasto de electricidade aqui em casa, cuidados redobrados nas luzes, maquinas trabalham depois das 22h, passar a ferro igual, o cilindro desligado das 8h às 22h (banhos só de manhã) e a factura foi de 306€, ora muito bem andei a passar frio dentro de casa para poupar na conta da luz e dá nisto. Contactei a EDP por 3 vezes e nas 2 primeiras se pedisse uma verificação do contador tinha de pagar 60€, só na 3º concordaram em mandar um técnico para verificar o equipamento sem custos. Vem cá amanhã e vamos ver no que dá…

  8. Pedro says:

    Como é que eu posso saber se o meu contador está a contar mal?
    Eu tenho bi-horário, mas não sei como é que posso reclamar.
    Eu não sei quem paga 40€ e 20€ de luz. Eu pago mais de 100€ no Inverno e vivo num T2 com a minha namorada!!!

  9. André says:

    João, sabes alguma coisa do processo do fim da tarifa em si? Ontem veio um técnico da EDP bater-me à porta para trocar o contador bi-horário, não podia voltar amanhã (hoje) “porque o prazo termina hoje”. Quando disse que eram 5 minutos que não tinha pois tinha de sair de casa, de forma final, ele disse que então deixava um aviso na caixa de correio com contacto da EDP para agendar nova visita.
    1- parece-me claro que a “troca de contador” se refere a trocar por um contador normal e os técnicos estão instruídos para não tocar no assunto.
    2- não recebi qualquer aviso prévio da EDP desta alteração, nomeadamente ao meu contrato, nem timing, nem consições associadas.
    3- não encontro qualquer informação no site da EDP sobre este assunto.
    4- é minha intenção, se confrontado novamente com esta situação, impedir que a troca aconteça. No mínimo, para entrar em minha casa, ainda precisam da minha autorização.

    • Carla says:

      André podes controlar o acesso ao contador, isso é muito bom, comigo vieram trocar o meu bi-horário por tri-horário sem darem qualquer cavaco, nem se dignaram a tocar a campainha pois eu estava em casa. O que é certo é que a partir dai a minha conta da luz disparou para o dobro, como se combate um monstro deste tamanho chamado EDP, nós as migalhas

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.