A Freguesia Mais Conhecida de Portugal

Não sabemos como aconteceu?!  A verdade é que a freguesia de Fátima está a ser atacada e destruída por pedreiras. Conforme notícia do Jornal de Leiria de 19-1-2012, já conseguiram aqui instalar 31 pedreiras.  A fome do dinheiro é tanta que a população está a ser ignorada e a natureza vandalizada.

Nós habitantes de Boleiros, aldeia de Fátima a 5km da Rotunda Sul dos Pastorinhos, estamos a ser destituídos dos direitos a uma vida normal e saudável. Começando com a Junta de Freguesia e a Câmara de Ourém a ignorar-nos, também temos Santarém (CCDR) e o Ministério do Ambiente a sugar-nos.

Como é que foi possivel cozinhar Declarações de Impacte Ambientais a favor de pedreiras sem o conhecimento da população e contra a opinião da Quercus?

O pó que temos que respirar, o barulho da extracção e o tráfego dos camiões estão a pôr-nos doentes. Temos amas a tomar conta de crianças, uma escola primária, e um lar de 3ª idade quase dentro duma pedreira.

Os nossos recursos naturais estão a ser destruídos precisamente onde não foi autorizada a construção por ser zona ecológica e agora  está  a transformar-se numa cratera horrível dando-nos a sensação de vivermos dentro dum cenário do filme “A Guerra Das Estrelas”. Já agora Boleiros podia ser incluído no roteiro turístico de Fátima com visita obrigatória às quatro pedreiras aqui instaladas, das quais três nem licença ainda têm e que estão a paredes meias com as casas de habitação.
Também é um facto de que há pegadas de dinossaurus a 3 kms de Boleiros o que não exclui a possibilidade de as haver aqui também, mas desta maneira tudo será destruído roubando-nos  assim dum património nacional e de valor cultural para as futuras gerações.

Temos vizinhos que venderam os quintais a troco de carros de luxo e casas de praia enquanto nós nem sequer podemos abrir as janelas ou cultivar as hortas e ainda temos que engolir o pó.

Também o Santuário de Fátima a quem pedimos auxílio, nos está a ignorar. Os valores humanos já não são valores e nem sequer a Igreja se preocupa com a destruição do próprio povo e da terra da qual faz parte.

A Câmara de Ourém que nunca contribuíu para o progresso desta aldeia afirmou que renunciava duma `compensação´ de 18 300 euros da pedreira de Boleiros para  mostrar que não tem tolerância com as pedreiras, mas por outro lado tem consentido na degradação de estradas e pondo em risco a segurança da população com a circulação de camiões carregados de  blocos de pedra fazendo desta aldeia uma zona industrial.

Não sabemos por que não nos deixam em paz?!  Há poucos anos fomos ameaçados pela Câmara com uma zona industrial, a favor dos ricos, que  intencionava  ficar com os nossos terrenos a troco de nada para depois serem vendidos a 600 euros o metro quadrado. Os donos destes terrenos foram obrigados a contratar uma advogada que então descobriu que a Câmara estava a pôr `o carro à frente dos bois´.  É como nós temos ouvido : “A vossa terra é muito apetecível”.

Infelizmente fomos obrigados a emigrar para poder construir as nossas casas, todas feitas com projectos e licenças aprovados, mas que não estão a ser respeitadas!

Isto é o caos e só quem puder vir testemunhar este “crime” pode avaliar bem toda a destruíção da freguesia mais conhecida de Portugal.

Não às pedreiras dentro da aldeia de Boleiros.

 Moradores de Boleiros

Comments

  1. Abel Barreto says:

    Parece mais um caso em que o dinheiro de alguns consegue abafar a voz de muitos. E havendo dinheiro para distribuir, não há ordenamento do território ou estudos de impacto ambiental que nos valham.
    Talvez só recorrendo à justiça, mas, e não sei se será possível, directamente a uma instancia europeia, porque por cá sabemos bem o tempo e desgaste que acarretaria chegar a algum veredicto.

  2. oscar romano says:

    Qualquer cidadao da freguesia pode lancar mao da acao popular, a propor nos tribunais admnitrativos, para a defesa do vosso ambiente e saude publica! E podem inclusir propor uma providencia cautelar pra suspender imediatamente a exploracao, pois e inadmissivel a ausencia de licenca!

  3. Katia deB says:

    Testemunhem um pedaço do que está a decorrer em Boleiros pela página no facebook, criada pela população que não aceita a ver a sua terra transformar-se numa grande pedreira.

    NÃO às Pedreiras dentro da aldeia de Boleiros (Fátima)
    http://www.facebook.com/pages/N%C3%83O-%C3%A0s-Pedreiras-dentro-da-aldeia-de-Boleiros-F%C3%A1tima/370280603001309

  4. marai celeste ramos says:

    A população já se queixou e deu entrevista na TV

    mas continuam a comer pó e a ficar com pulmões cheio de pó de pedra, a roupa que estendem a sercar fica suja vem como o cada que limpam e logo fica na mesma

    além de não haver um “plano de lavra” que é retira a pedra com regras e restaura a paisagem – ao menos isto
    mas num país e putas como se faz ? Num país que se resume a São Bento e AR como se faz ??
    mas estamoas num país ?? – de facto há muitos PIG

  5. marai celeste ramos says:

    Eu dei erros de dactilografia como habitualmente e emendo – roupa a secar +++ retirar a pedra + restaurar a paisagem + num país de putas
    E não há a quem queixar e resolver o problema
    a poliícia nada faz nem creio que seja competência – apenas recebe a queixa
    e não é só aqui -é em todas as pedreiras – não esquecer Arrábida e Serra de Aires e Candeeiro e olhar as paisagens ao viajar por aí
    a notícia da Antena 2 – privatizar os estaleiros de Viana – que desgraça nacional – que país que já não tem nada de seu – ontem vi no noticiário SIC mais universitários – que foram para a UE e contentes por ter encontrado trabalho – na Alemanaha clero – rapinaram o país e agora levam todos os universitários e joven – rapinam os nosso meninos jovens mais preparados do que eles próprios – não sei de adjectivo para classificar – PIG talvez – sempre destruiram desde as guerras mundiais – a invasão de ESpanha de Isabel católica + invasões francesas + invasão na procura de mão de obra baratinho + agora o que resta + desloclizações – como se chama a país que DESTROEM os outros e levam até dinehiro de juros que não exstem
    Predadores implacáveis ?? E têm criminosis na Bélgica e na Dianamarca e os DOUTROUX ?? e assassinam crianças em massa ??? Não estará a sociedade da UR dementemente criminosa ?? os assassinios em massa da suissa – suicidio em massa ?’
    não estarão dementes – s~so dementes e nazistas – vá continuem a elogiar a europa rica já que portugal dá valor só aos que são ricos nem importa como – à custa de quê e quem ???
    Vá portuguses que valorizam todos os pa+ises menos o seu e nada fazem para INVENTAR emprego e empresas – vão-se todos embora – deitem-se ao mar – vão para o trabalho escravo da suissa de que vi reportagens e ainda podem ver pois decorre na SIC ainda esta semana – vão embora – se querem emprego à medida criem-no

  6. Katia deB says:
  7. algoerrado says:

    Bem dentro do parque natural da serra d´aire e candeeiros , a terra chama-se Moleanos , estão a fazer a mesma coisa , com o conhecimento da camara m alcobaça e da junta de freguesia de prazeres Aljubarrota.


    • Têm que divulgar também a vossa situação e não desistirem! O meio ambiente está a ser destruído e a vida de muita gente também – O POVO TEM QUE SE UNIR!!

  8. Tony says:

    Este País está entregue à bicharada selvagem, não há hipótese. Só os F 16 a varrer isto tudo.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.