Alguém no Ministério da Educação não está a ver bem a coisa

Alertado pelo Arlindo, fiz umas perguntas durante a tarde, e passo a explicar: hoje sem mais nem ontem o Ministério da Educação avisou os Directores das escolas de que têm até sexta-feira para declararem quantos professores não vão ter horário no próximo ano.

Ora sei de escolas que começaram as matriculas hoje e as têm marcadas até 6ª feira, novos agrupamentos que ainda não têm Comissão Administrativa Provisórias, isto já para não falar de escolas onde ainda não está decidido se as aulas vão ser de 45 ou 50 minutos, de este ano as matrículas não serem obrigatoriamente na escola de residência (o que em algumas cidades levará a muita mudança), e ainda arranjava aqui uns etceteras, mas chega.

Note-se que no caso dos novos agrupamentos ainda sem CAP o que este prazo provoca vira-se contra a intenção de através dos muito mega agrupamentos se pouparem horários…

Donde e há falta de melhor argumento o melhor é o Gaspar das finanças meter esta gente na ordem e mandar prolongar o prazo. É certo que pessoalmente me dá jeito, mas a poupança da pátria acima de tudo.

Comments


  1. Se pela pressa de saberem quantos saem ficarem mais melhor!

  2. maria celeste ramos says:

    Et coecetera

  3. maria celeste ramos says:

    Ed al ed alteri

  4. muguet says:

    Não esquecendo que ainda nada regulamentou as matrizes, certo?

Trackbacks


  1. […] venerando e obrigado 02/07/2012 Por João José Cardoso Deixe um Comentário Sobre esta decisão ministerial, entre o delírio e a anedota, faltava uma cereja sobre o bolo: Ambos acreditam que, “para se […]


  2. […] também não estanho os aplausos – tal como se leu no Aventar, as Escolas tinham que comunicar aos serviços centrais, até dia 6, quem eram os docentes que […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.