D. Januário Torgal Ferreira:

O Bispo das Forças Armadas, D. Januário Torgal Ferreira sempre gostou de uma boa polémica. Sempre o admirei, mesmo quando não concordo com ele. Gosto da sua frontalidade. Diz o que pensa mesmo quando, raramente, não pensa no que diz.

Por muito que custe a alguns, basta reparar nas diversas caixas de comentários dos blogues, e independentemente do alvo (ele também disparou contra o anterior Governo, faço-lhe essa justiça recordando o facto) ele desta vez embarcou na treta de café ou de táxi.

A diferença, contudo, é que nem ele é taxista nem os jornais são mesas de café. D. Januário atirou lama em direcção a uma multidão. Fez como a polícia nas cargas efectuadas nas manifestações: bateu em tudo o que mexe, culpados, inocentes, incautos, distraídos e tipos que só estavam a passar naquele momento.

Nesse aspecto, sublinho e quero aplaudir publicamente as palavras do Ministro da Defesa:

Eu espero que o senhor bispo tenha apresentado na PGR os factos que fundamentam essa declaração, até porque o senhor bispo deve obediência às regras da Igreja e o falso testemunho é matéria que não obedece às regras da Igreja”, afirmou José Pedro Aguiar-Branco.

As coisas são como são.  Enquanto Bispo, D. Januário não é uma pessoa qualquer. A forma como o afirmou obriga-o a explicar quem são os corruptos e quais os crimes que cometeram, deixando para a justiça terrena a prova. É o mínimo que se lhe pode exigir.

Nem imaginam o quanto me custa escrever estas linhas. Tenho uma enorme consideração por D.Januário Torgal Ferreira. Mesmo sabendo que estas últimas declarações são fruto das incómodas notícias sobre a sua reforma. Contudo, homem inteligente como é, já deveria estar preparado e sendo Bispo das Forças Armadas sabe muito bem que na guerra todos dão e levam, como sabiamente diz o povo.

Comments

  1. Anabela Romba says:

    Será que temos de ser os educadinhos da Silva? Tanta moral, tanta etiqueta. Por isso é que estamos a levar com esta história, sem “resfulegar”. Assim que alguem chama as coisas pelo nome, aqui del rei “não pensa no que diz” e não só atira-se a peste para o ar a ver se pega, “Mesmo sabendo que estas últimas declarações são fruto das incómodas notícias sobre a sua reforma.”. Tenho pena de ler isto no vosso blog, que como dizem “tenho uma enorme consideração”, também acrescento como a minha avózinha dizia “No melhor pano cai a nódoa”.
    Boa noite.


  2. Cara Anabela, é a minha opinião. Apenas e só. Penso que a liberdade de opinião ainda existe. Boa noite.

  3. Amadeu says:

    A sua penosa consideração pelo Januário se calhar vem-lhe de alguma moral que o manda não bater nos bispos. Num bispo não se malha. Ai o castigo divino.
    A sua maior falácia é achar que quem denuncia a existência de corupção tem que se justificar. NÃO TEM. Vá falar com a Helena Roseta que ela exemplifica como funciona a corrupção com o Relvas e o Passos.


  4. Meu caro Amadeu, o único castigo divino que temo é o meu Porto não ser campeão. Tal como D.Januário sou Portista. Já no que toca a religiões, passo.

    Não, meu caro, ao contrário de D.Januário, Helena Roseta não generalizou. Afirmou. Não afirmo, em lado nenhum, que D.Januário tem de provar, isso cabe aos tribunais. O que não deve é atirar a pedra e esconder a mão.


    • Não sei ainda se o bispo escondeu a mão. A novela promete novos capítulos e os espectadores, atentos, não perderão pitada. Sobra-lhes tempo para ver novelas, viver as estórias, viver dentro delas.
      Um enorme drama… patusco e teso.

      Aguardemos.

    • Amadeu says:

      E porque a Helena Roseta não generalizou, tomá lá tribunal que quem se mete com o Relvas … leva com um precesso em cima por alguns anitos.
      Acerca das pedras do Januário, o homem tem mãos, não tem ?
      Quando muito ele escondeu as … pedras, mas todos sabemos de quem foi a mão. Aaah grande Dom Januário.

    • Fernão says:

      De corrupção percebe o sr. Januário. Ele até é amigo de Pinto da Costa! Ah, e o Aguiar Branco, também íntimo do Jorge Nuno. Estão todos bem uns para os outros.

      Não foi o sr Januário que atestou que a Carolina era sobrinha do Jorge Nuno, para serem recebidos pelo papa (o propriamente dito) ?

  5. maria simplesmente says:

    Já se lembrou de lhe perguntar, uma vez que são do mesmo clube?
    Pode ser que o surpreenda e lhe dê nomes que não contava ouvir.


  6. Maria, não é preciso. Quero acreditar que D.Januário, em defesa do seu bom nome, o faça publicamente. É o mínimo. Ou que o faça na PGR.

  7. nightwishpt says:

    Os colaboracionistas que ainda não perceberam que este governo só serve para favorecer o 1% vão merecer a perda de salário de + de 50%,
    Infelizmente, as pessoas decentes também o vão perder por causa de cegos.
    Haja paciência, com um governo cheio de incompetentes e aldrabões e alguém ainda acha estranho que os questionem. Toma lá que o FMI já te mandou a resposta, cortezinho no ordenado e nem pias.


  8. Fico sempre entre a dúvida e a incerteza quando um membro da Igreja faz um tentativa de política teológica – não foi o caso, da última intervenção de D. Januário Torgal Ferreira.
    A verdade é que ao ouvir as afirmações proferidas, apenas um pensamento me surgiu: “O Alberto João Jardim seria assim se usasse o colarinho clerical…..”

  9. JORGE DIAS says:

    O JANUÁRIO E BOÇAL E DOIDO, O MÁRIO SOARES ESTÁ VELHO E DOIDO, VIVA O PAIS QUE SOMOS, FORÇA PORTUGAL


  10. Grande Bispo, só espero que continue com a mesma dinamica. Deus esteja com ele.
    Ele falou de forma geral. Os politicos são corruptos!!! Todos!!!

    • JORGE DIAS says:

      GRANDE BISPO FOI D.. ANTÓNIO MARTINS DE SETÚBAL EM 1983 QUANDO MÁRIO SOARES FAZIA BEM PIOR A ESTE PAÍS ,ESTE D. JANUÁRIO NÃO PASSA DE UM FALA BARATO QUE COM DE BORLA NA MITRA, GANHA 4200 EUROS POR MÊS E NÃO DÁ NADA A NINGUÉM

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.