Vou votar em quem?

Com tudo isto que está acontecer (um ano tumultuoso) com tantos impostos impostos à força e sem tempo para assimilar o imposto imposto anteriormente, são horas de pensar em quem votar nas próximas eleições. Sim, já é preciso começar a ponderar!

Nas últimas votei em branco… ainda traumatizada pelo voto em Fernando Nobre.

Estou desiludida. Politicamente desiludida.

Gaspar corta, corta, corta.

Sócrates gastou, gastou, gastou.

E o Zé-Povinho empobrece a olhos vistos.

Dizem que os portugueses têm a memória curta. Eles, os políticos, dizem e fiam-se nisso. Temos que lhes mostrar que não, que as coisas já não são bem assim. Que nunca estivemos tão atentos.

Sócrates por lá anda em Paris a fazer Filosofia. Um dia aparece todo jeitoso num modelito de alta costura e bem falante carregando nos «erres» e convencendo-nos a votar nele nas Presidenciais… E ai de nós se nos esquecemos do que ele nos fez enquanto por aqui andou vestido e armado em PM competente.

É preciso fazer contas à vida e votar bem, com a memória bem fresca.

É no voto que faremos a verdadeira manifestação e a real revolução.

(carta publicada no Jornal de Notícias, 6-10-2012)

Comments


  1. … não há só 2 partidos!!!
    Trinta e quatro anos a votar nos mesmos ainda não se convenceu que anda enganada??


  2. Mas votar em quem ?? Um dia Saramago disse que todos (??) deveriam votar em branco ou não ir mesmo votar – em branco ?’ como seriam os votos aproveitados ?? – não ir até seria interessante mas nem acredito que mesmo os descontentes (que até pertencem a mais do que um partiido) fariam sempre “as contas à maneira deles” – não sei – mas a RUA é onde se é VISTO e não tem portas do “cavalo” – só postos na rua – mas para vir quem ?? – é tudo tão fracote – RTP” em 190 a revista Colóquio – recorda-se a revista que desapareceu Artes e Letras de que guardo alguns poucos exemplares – convidam-se os portugueses a revisitar a Biblioteca Joanina + Romy Croft que passou por lisboa ++ etc


  3. E em 37 anos só conheceu dois partidos?!
    É preciso um pouco mais de imaginação.


  4. Se a política é um jogo, está viciado pelos mesmos há muito tempo.


  5. Olá…

    Votar em branco… É UM RISCO! O ideal é VOTAR NULO… Mas isto é a minha modesta opinião…
    Mas se quiserem votar, então votem num daqueles Partidos que nunca estiveram representados na A.R..
    Merecem no mínimo uma hipótese! Se não têm coragem para votar nestes pois a única desculpa esfarrapada que o vosso intelecto produz é “E o que farão estes de diferente?”, então criem o vosso próprio partido e vão à Luta!
    O SISTEMA está corrompido! AZAR, façam por MUDÁ-LO!
    E se no final nos dermos conta de que “afinal são mesmo todos iguais”, então resta-nos provocar a mudança à força do SISTEMA…

    Abraços 😎

    • Maquiavel says:

      Um comentário totalmente lúcido!

      Aviso desde já que no sistema eleitoral português tanto vale votar branco como nulo, i.e., NADA. Infelizmente é assim, e viu-se bem nas últimas eleiçöes europeias, onde os brancos levaram 5% dos votos (i.e., “elegeriam” um deputado se contassem para algo), mas näo contaram para a atribuiçäo de lugares.
      Portanto, há que votar em alguém. Expressamente.

  6. Bonaparte says:

    O voto é uma forma de enganar o povo.
    O que precisamos é uma mudança de regime. A única coisa que podemos fazer é contestar nas ruas.


    • Estou bem ciente disso

      “Se o VOTO servisse para os ESCRAVOS alterarem alguma coisa, NUNCA tinha sido PERMITIDO”

      Mas ou tentamos alterar o SISTEMA sem aço, e apenas com tinta, ou então, se virmos que não vai lá com a tinta (a minha modesta opinião é que já não vai lá só com tinta) então passamos ao aço! 😉

    • nightwishpt says:

      Tem razao, o voto devia ser proibido e estava tudo resolvido. Salazar SEMPRE!

  7. Manel says:

    E o Zé-Povinho empobrece a olhos vistos….ainda bem que nã és zé né
    o zé nã tem interneta…na realidade há uns 300 que nem água têm mas adiante já vivem assi desde 1981…logo.

    Dizem que os portugueses têm a memória curta. têm têm têm
    já nem se lembra que o emprego nos serviços e construção civil começou a ir-se abaixo em 2006…

    Eles, os políticos, ah boçês são apuliticus é?
    dizem e fiam-se nisso. Temos que lhes mostrar que não, que as coisas já não são bem assim. Que nunca estivemos tão atentos.

    e botamos no partido humanista
    ou no pnd?
    ou no partido dos animaes…ache que o partido dos animaes tem condições para eleger um depute bou botar nos animaes …


  8. Ora aí está uma boa escolha… É sempre melhor que votar nos 5 do costume! Mas o Manel é dos tais que tem que criar um partido para ao menos saber no que vota…
    Mas o Manel não se preocupe com os zés que não têm internet, apesar de já em 2010 cerca de 48.8% dos lares dos zés terem acesso à internet tal não significa que o mesmo seja utilizado para estes fins, pois apenas 44.4% (dados 2010) eram utilizadores!
    Como é evidente estes espaços estão logicamente circunscritos a uma camada de zés especial de corrida, na qual o Manel se inclui como é evidente…
    Uma solução é o Manel passar a imprimir algo que considere de especial importância e distribuir aos outros zés que não têm “interneta”
    Quanto ao facto dos zés empobrecerem… Cada Povo vai existindo conforme lhe convém! Olhe por exemplo para os islandeses… além de serem zés, ao menos não tiveram medo de tentar fazer diferente do resto dos zés!

  9. nightwishpt says:

    Percebo a sua duvida, escolher entre dois espelhos e’ inutil. Felizmente, nao faltam outros em Portugal. Mas pronto, e’ tudo igual e a resignacao vai continuar a ganhar eleicoes em Portugal.

  10. Fernando says:

    Votar NULO tem sido e vai continuar a ser a minha opção.
    Tenho razoes de sobra para não acreditar na política e nos políticos “made in Portugal”.
    Dirão alguns que assim “não vamos la”. Talvez direi eu.
    Ha que por esta seita política ( da esquerda a direita) internacionalmente em cheque.
    De certeza que os nossos “doutores-políticos” mudavam algum dos seus asquerosos comportamentos.
    Quero ser EU a dirigir o meu voto, e não um qualquer “doutor” a nomear – depois dos arranjinhos – quem quer.
    Com o meu voto NUNCA isso vai acontecer! Mas cada um pensa e actua de acordo com os neurónios que possui. Para mim chegam 38 anos de promessas violadas.

  11. Konigvs says:

    A pergunta não é “em quem votar?” até porque só há eleições daqui por três anos e portanto não vale a pena estar com pieguices porque ainda há muito mais para ser roubado. Vá não chorem, são só mais três anitos a ser enrabados todos os dias sem direito a vaselina.
    A pergunta que devem fazer é: em quem é que votaram? Sim, porque agora parece que ninguém votou nestes filhos da puta, parece que foi um governo que surgiu de geração espontânea.

    • António M. C. Carvalho says:

      Estes não serão piores do que os esbanjadores dos tempos das vacas gordas desde Cavaco a Sócrates, passando por Guterres. Tiveram que apresentar a factura e só por isso lhes chamam “filhos da puta”…

  12. João G.L says:

    Sim sr o voto é uma ilusão e tudo isso mas, mas existe é so por este meio, digamos legal, que nos o povo elegemos um partido para governar.. Ir para as ruas nem lhes aquece nem arrefece, porque sabem que daqui a X anos nos vamos la colcoar o votozinho…
    Agora deixo aqui a minha opiniao, votar em branco ja nao é mau de todo, apesar de que a meu ver o voto em branco afirma que a pessoa esta de acordo com o sistema so nao se identifica com nenhuma ideologia seja de que partido for, embora haja muitos que votam com interesses (€€€).
    Mesmo que votem em quem nunca la esteve nao se esqueçam que ha normas e nao vai ser um governo a opor-se as mesmas quando tem os outros contra eles, estes sao logo postos de lado, abafados, nao tenham ilusoes.
    Procurem um video que me parece que esteja no youtube sobre como a Islandia estava e como resolveu o seu problema, observem e sobretudo ouçam com atenção. Eles sao muito menos que nos mas se eles o fizeram é porque é possivel fazer outra vez!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.