Repare-se na subtileza do argumento

«Venizelos argumentou que o CD com a lista de 1991 nomes “não era um registo obtido e submetido pelas devidas vias legais e que, por isso, não podia ser sujeita a investigação e muito menos divulgada”.» (Público

Não refere se é uma lista com ou sem fundamento. Apenas que não seguiu as «devidas vias legais». O formalismo acima de tudo, a verdade depois. Familiar?

Parece também que o CD desapareceu (onde é que já vimos isto?) e que quem devia tomar conta do assunto estava a assobiar para o lado a “salvar o país” (não é estranha esta linha de argumentação).

Comments

  1. carlos says:

    ESTA É QUE É A VERDADEIRA PORRA DESTE PAÍS

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.