O Grande Tecnoformador

Olhando para esta vergonhosa promiscuidade estado / subsídios / formação profissional, em menor escala mas a fazer lembrar  a inocentada página negra UGT/Torres Couto (recompensado com a prateleira dourada de deputado europeu), percebo porque é que Passos Coelho tarda em fazer uma remodelação da qual resulte a saída de Relvas. A ligação entre os dois vai muito além dos cargos que ocupam: é uma espécie de mão esquerda que lava a mão direita. Suspeito até que, a haver uma remodelação, Relvas nem sequer saia.

Por outro lado, Portas está a ver o seu eleitorado, aquele que vota na promessa de menos impostos e melhores reformas, ser sistematicamente torpedado. Quando este governo cair, a possibilidade do partido do táxi estar de volta é, quanto a mim, enorme. Depois deste orçamento aprovado, aposto que veremos Portas em busca da mais propícia ocasião para abandonar o barco. Talvez antes de Março, altura de apresentação da execução orçamental do primeiro trimestre.

Num país a sério, este primeiro ministro ter-se-ia demitido de imediato. Ou teria sido demitido pela múmia de belém, não fosse o o característico estado de inércia das múmias tal impedir. Um primeiro ministro que fez do discurso de viver acima das possibilidades a bandeira justificativa para o assalto fiscal a que estamos sujeitos deixa de ter margem para manobra quando se descobre que participou activamente nos esquemas das “gorduras” (outra bandeira do discurso moralista do défice) de um estado que faz coisas só para as fazer (como é o caso da formação profissional impingida sem a existência de uma necessidade prévia).

Dado que vivemos num país falhado, Passos Coelho e Relvas nem por um momento pensarão abandonar o poder onde se acabaram de alapar. Mas mesmo que Relvas seja remodelado, veremos o Grande Tecnoformador das tiradas  parvas andar por onde andou o outro, por aí, até, vá lá, Março. Para depois o PS ascender a governo. Dá para acreditar nisto?!

Comments


  1. Se Passos diz que é homem que paga o que deve está na altura de pagar a última dívida contraída em menos de um ano e que todos de esquerda e direira reclamam pagamento – obrigada – conseguiu pôr as pessoas a concordar no essencial do que o país precisa, porque é um país de “todos”


  2. Beneficiei, por convite de colega meu, de dar aulas “torres couto” mas cêdo larguei quando percebi onde estava e como era – não ganho dinheiro SUJO por muito geito que me desse na altura – mas creio bem que era uma brincadeira nesse tempo comparado com o que se passa hoje e se está a revlar depressa até por eis ministros

  3. MANGUITO says:

    ESTE PAIS É UMA CAGADEIRA ONDE OS QUE NELA CAGAO
    SAIEM SEMPRE BEM LIMPINHOS

  4. João Riqueto says:

    Não podem sair, um sem outro. Eles são as faces da mesma moeda.
    .


  5. O PS já não é o que era – a UE é o refúgio dos mais indecentes – como tem sido a CGD e as Cardonas e os Varas e os ? Miras Amarais e os BIC – não dá para saber quantos porque são demais para não dizer que são todos porque todos nos deixam “varados” – não votei nunca mais PS – já nem votei da última vez – mas em branco é que nunca – votei nos “pequenos” para que emerjam e tomem entretanto lugar dos “grandes” os tais do “arco” – é preciso votar e não desistir e em branco o voto será manipulado bem como as contagens – votar em branco ou não votar é desistir – e não é hora de desistir ou dar o voto branco onde eles escreverão o que quizerem


  6. Se votar em branco eles conpuscarão o meu voto porque só sabem compuscar


  7. CONSPURCAR


  8. CONSPURCAR aqui e por todo o lado pelo que é preciso não permitir o que querem fazer às FREGUESIAS que é também conspurcar e matar a “semente” do mais essencial aglomerado “humano” onde tudo “começa” de colectivo e humanista e CULTURAL


  9. Matar a freguesia é matar a Liberdada – igualdade – fraternidade


  10. Liberdade – igualdade – fraternidade

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.