E viva a República

saio exatamente como entrei, com a minha profissão, sem qualquer subsídio e sem qualquer reforma.

Francisco Louçã, 2012.

Comments


  1. Vejo este homem capaz, que lhe vou fazer…

    “…E vão lá desdizer o sonho do menino
    que se afogou e flutua
    Entre nenúfares de serenidade
    Depois de ter a lua!”

  2. lNascimento says:

    Digam o que disserem, foi do melhor que passou naquele luga,pleno de merdosas e merdosos, cuja função, é levantar as peidólas para votarem.Um grande tribuno.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.