E se for austeridade fofinha?

«O PS opõe-se à política do Governo de austeridade excessiva», escreveu Seguro na carta. Depreende-se que exista uma dose certa de austeridade e à qual o PS não se opõe. Vai até onde? Cortar um salário é excessivo? E se for fechar centros de saúde, é demais? E aumentar impostos, pode ser? Até onde? Mais uns PEC, serve?

E já agora, como é que o PS espera cumprir o memorando que assinou? Lavar as mãos com a água da austeridade fofinha é tão fácil!

Comments

  1. Amadeu says:

    A austeridade fofinha é tão tão querida. Assim sim, já quero um bocadinho. Que ternura. A austeridade sem excesso é tão linda.
    Dá mesmo vontade de fazer festinhas.

  2. maria celeste d'oliveira ramos says:

    Pois como é que se conquista um lugar de primeiro ministro ??? sem saber ler nem escrever ???


  3. Palhaço! Não , não és tu, mas o Seguro

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.