Tese de Doutoramento de Sergio Denicoli está online

A tese de Doutoramento   de Sergio Denicoli (Universidade do Minho) acaba de ser integralmente publicada pelo Centro de Investigação em Comunicação e Sociedade da Universidade do Minho:

Este estudo doutoral analisa o processo de implementação da Televisão Digital Terrestre (TDT) em Portugal, desde o início da sua introdução definitiva, a partir de 2007, até o fim das transmissões dos sinais analógicos, em 2012.

O Investigador Sergio Denicoli, autor do blogue TV DIGITAL, verificou “a fundo um processo que sacrificou sobretudo os mais pobres e os mais idosos.”

Segundo a comunicação social a investigação terá levado a PT e a ANACOM a avançarem com uma acusação em tribunal contra Sergio Denicoli, que continua a dizer que não sabe de nada:

Li hoje reportagens que dizem que a PT já impetrou uma ação judicial, no entanto, até o momento, não recebi qualquer intimação. O presidente da empresa refere, segundo a agência Lusa, que eu acusei o grupo de corrupção, o que não é verdade.

Sergio Denicoli disse e reafirma que

há indícios de corrupção no processo de implementação da TDT em Portugal e que isto deve ser apurado.

Neste processo há duas coisas a considerar: a questão da TDT e a acusação da PT, que ao levar isto para tribunal, está a colocar em causa o direito e a liberdade de investigar e de estudar.

Sobre a TDT voltaremos depois. Mas sobre o processo movido contra o Sergio Denicoli, penso que faz todo o sentido assinar a petição “Pela Liberdade de Investigação Académica.”

Comments

  1. Luis says:

    Há uns anos atrás, um jornal de “referência”, iniciou uma investigação que envolvia o banco do costume sobre uma situação nebulosa que agora não me recordo.
    Só sei que o patrão desse banco informou a direcção do semanário que não iria dar mais nenhuma publicidade do grupo a esse jornal!
    A verdade é que o jornal de “referência” deixou de investigar seja o que fosse sobre esse banco ficando a investigação
    em águas de bacalhau.
    Esta é a principal razão pela qual não há jornalismo de investigação em Portugal, porque as empresas de CS não estão interessadas nisso, pois faz mal ao negócio.
    E, com a liberdade de expressão coarctada pelos interesses económicos, e com uma justiça preguiçosa, incapaz e incompetente, tudo o que é terrorismo económico anda sem freio cometendo todo o tipo de malfeitorias.
    É por isso que eu considero uma excelente ideia e uma pedrada no charco o trabalho do doutor Sergio Denicoli que põe a nú uma das últimas burlas feitas ao povo português por uma das mais queridas empresas do regime.
    Se a moda pega vamos em breve ter trabalhos de investigação, feitos por quem está bem preparado tecnicamente, sobre a Lusoponte, os contadores faralhados da EDP, os aumentos dos combustíveis, o caso BPN, a negociata dos submarinos, o processo dos sobreiros, etc.
    Ou conhecer as implicações da saída do euro, ou sobre as consequências de considerarmos a dívida odiosa, ou então percebermos porque é que as negociações com a Troika foram feitas sem se conhecer as taxas de juro que iam ser aplicadas.
    Parabéns Doutor Sergio Denicoli e que essa coragem que demonstra neste seu trabalho nunca lhe falte para outros cometimentos.

    • frNCISCOM says:

      fico extremamente orgulhoso por ter um brasileiro e CAPIXABA por defender algo tão nebuloso e complicado e ter competência para justificar com conhecimento e argumentos legítimos a sua causa. Parabéns meu querido sobrinho. Em maio estarei aí. se Deus deixar.


  2. Sergio Denicoli tem toda o meu apoio, se o tal processo seguir contacte-me
    cristof@sapo.pt

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.