A China e a picada de escorpião

Vejam só as voltas que o mundo dá. Essa China que nos anos 90 levou à destruição da nossa indústria têxtil, graças à ganância dos que, sistematicamente, deixaram ultrapassar o limite das já de si muito elevadas quotas de importações de têxteis, é a mesma China que agora quer impor uma taxa às importações de vinho europeu. Fica a curta quota portuguesa no mercado de vinho na China ainda mais curta. É o efeito do escorpião que pica o mercado que o alimentou.

Nota: o segundo link do post, sobre o panorama víniculo em Macau merece uma  leitura atenta

Comments


  1. Na minha humilde opinião, a indústria tradicional portuguesa do têxtil e calçado que funcionava maioritariamente para o mercado interno demorou demasiado tempo a perceber que os seus produtos eram facilmente exportáveis a preços mais elevados no mercado europeu, americano, asiático e até africano.

    Ao tentarem ganhar uma batalha perdida pelo mercado interno contra os produtos chineses, muitas empresas faliram ou reduziram drasticamente a produção. Em muitos casos, estas empresas poderiam ter lutado por um lugar no mercado dos produtos de luxo em vez do mercado de massas.

    Isto é um bocado o que está a acontecer agora, mas já vem tarde e com poucos sobreviventes, numa altura em que é quase impossível investir.

  2. maria celeste d'oliveira ramos says:

    Concordo completamente – algo ou alguém não gosta do país nem dos seus produtos e nunca nada é promovido
    no entanto e agora em termos de vinho França tem a din´«mensão de não sei quantas vezes a de portugaçl e n~ºao tem que ser todo coberto de vinha porque não se vive só de vinho – Mas nos ultimos concursos internacionais de vinhos que são milhares SEMPRE os vinhos portugueses ficaram nos 10 melhores e muitas vezes em 1º lugar – muitas vezes – só não sei encontar isto que digo mas não inventei nem tenho arquivo não tenho tempo para ser mais perfeita
    quem diz que se compra vinho português porque é bom e barato nem é verde e eu até diria que o vinho português estaria nas mesas mais ricas se custasse o dobro do que custa já que os idiotas acham que o que é caro é bom mas é assim que funciona
    a ACEP ou lá como se chama não funciona como devia e tem complexos de inferioridade e há organismos oficiais res+onsáveis que querm o cargo (como os eurodeputados só quem o tacho) e nada fazem
    o mesmo com o vinho e mesmo com o calçada que já esteve cpoomo o melhor do mundo e os ingleses vinham aqui contar anos 60 e 70 e só epois o caçado melhor do mundo passou a ser o italiano com intervalo para o francês – de que já nem sei as marcas que até para se exportaram tiveram de pôr nome inglês para não ser rejeitado – aliás como muita coisa ainda não é conhecida marca portrugal porque não se entende como a marca funciona – os sapatos portrugueses continuam a ser dos melhores do mundo mas não saõ protegidps e p+romovidops
    os responsáveis por tuodo mesmo indo começando a ir a feiras internacionais há tão pouco tempo não são gente capaz – aliás há pouco tempo há um programinha MARCA exactamente a explicar tudo isso
    e também toda a gente sabe que até uma banda de musuca porruuesa nunca vingou senão quando deu a si mesma ujm nome em ingl~es – etc etc

    os melhores escanções da europa é que classificaram os vinos portuguses como dos melhores do mundo – os merdosos dos porrugueses nos lugares de decisão só querem o prestígio para escrever no cartãop de visita e ganharem melhor ordenado
    amor a porrugal não há e toda a gente sabe isso e nem o cinema era visto e considerado e foi preciso (perdi o mail) um tipo quelquer jornalista fazer reportagem de LISBOA para entrar no mapa mundi – e há muito boa gente que acha que portugal é provincia de espanha que até o rei D-Juan anda no seu barco daté aos USA a promover o seu PAÌS incluindo mostrar-se em todos os jogos e desportos internacionas pelo menos para promover espanha e o que tem – até tenho raiva ao ver tanto inútil em portugal que deviam ter nascida nas barracas dos quaintas da fonte e do mocho – governados por miseráveis – está a falar (04:25 H) Paulo Branco a falar no cinema porrugues e no Festival do Estoril – portugal não se mostra esconde-se – tem vergonha do que é _ José Gil um dpos maiores filósofos do mundo de entre os 36 mlehores escrever PORTUGAL com MEDO -é meu vizinho – quem tem mêdo compre um cão – o canil está cheio de cães para assassinar – a humildade em excesso é defeito grave mas com os governos que se tem tido podemos limpar as mãos à parêde – se a moda portugusa já vai a paris foi preciso a atravida de uma mulher mexer-se e a Gulbenkian é inestim+avel pelo que fez à cultura portuguesa que andava nos canos de águas negras – estou com um ataque de raiva – Paulo Branco é director do Festival internacional de cinema do Estoril ++++++++++++++ etc – portugal tem vergonha de ser e tram«nsmite isso de geração em geração – nunca esqueço que um dia nun ciongresso internacional em Paris de arquitectura paisagista me perguntaram – tu é uma imagem da mulher portuguesa – claro que eu sabia o que o tipo queria dizer mas respondi com outra pergunta – O QUE é QUE ISSO QUER DIZER – e depois disse o que me assaltou a cabeça – só a CHINA sabe onde fica Portugal e como explorar – já vamos ficar sem o resto depois da invasão de milhares de xinesices em todo o pais e na minha ria até há um mercado de couves e alfaces e flores a vender feito por xineses e ne,m sei de onde ve ou onde compram – não estamos em tempo de vrar costas e ser humildes porque continuaremos a ser humilhados e os ladrões bem aproveitam – se calhar portugal é mais conhecido a partir da EXPO 98 que ultra+assou a anterir de Sevilha – mas a nada se sabe dar continuidade – vive-se aos soluços – e fecham-se embaixadas que podiam ser faróis da cultura portuguesa em qualquer lugar até porque não sendo muitos há que maximizar a atitude de nos mostramos – dão-nos o epiteto de pigs e ninguém se revolta dos que deviam fazê-lo e lembro bem como Cavad«co nun merdoso país quelquer da europa foi enxovalhado e calou como foi também nos Açores por aquele açoriano de merda +++++++++++ etc

  3. maria celeste d'oliveira ramos says:

    UM país que tem omo PR Cavaco e como ministros Crato eb Relvas está tudo dito – nem falo no 1º que é um CIVEIRO ignorante armado em universitário com um cursozeco de economia da Independente – pior do que a lusófona e gostava de saber onde estudaram todos os ministros e depurtados e presidentes de CM e deputados – só LOUÇÂ tem garra de tanta raiva – mas tem cultura – nos outros nem sei se têm a 4ª classe pois quem aceitta e aprova o AO é anormal pelo menos e não é português – é BASTARDO

  4. maria celeste d'oliveira ramos says:

    TEXTEIS ?? Perguntem aos ingleses o que fizeram às lãs da covilha que impataram em bruto, trataram com alta tecnologia o tecido e escreveram na ourela MADE IN ENGLAND – os aliados pois e peguntem amerkel quem morreu para os nazistas serem expulsos da europa e norte de áfrica e os soldados ingleses metiam os portiuuses na linha da frende e de fogo e elles íal atrás protegidos – vejam os filmes da TV desta situação que foi i’onde euvi – creio que a série de ?? TV1 – as grandes guerras a preto e branco – peograma organizado por Joaquim Furtado

  5. maria celeste d'oliveira ramos says:

    E perguntem aos maiores gourmet do ocidente o que acharam no congresso este ano no algarve e disseram que o peixe português é o melhor do mundos os melhores restaurantes de NY importamno e vendem um parato pelo preço do que transporta uma traineira – e perguntem à agências de turismo inglesas que se instalaram no algarve dos anos 60 e perguntem a negociata de terrenos de alta fertilidade agrícola para construir o que quizeram e como quizeram e em condimínios fechados e quando trouxeram a droga para a 1ª boîte -. o 7 e meio de Albufeira – de mariva«cas ingleses e o 1º bar de albufeira o Harry’s Bar – inglês claro e percorra-se o algarve e veja-se a quem pertence a maioria dos bares -portugal colonizado sempre e quando foi colonizador deixou religião e cultura e cidades incluindo no Brasil – visitem Luanda e Lourenço Marques e Baira e Cabo Verde e vejam a arquitectura colonial portuguesa e os fortes portrugueses em toda a costa africana (e mato da amazónia) e a cair de RUINA e porcaria

  6. maria celeste d'oliveira ramos says:

    E para isso vejam um velho album formato A2 creio com gravuras de todos os fortes portugueses que não tenho mas vi em cada de amiga e vejam em que lugar do ranking europeu está a investigação científica portuguesa de que nunca ninguem fala – é natural que revistas e jornais só falem de futebol mas mesmo aí há jogadores e treinadores portugueses em todo o mundo – até nisso – quem se qeuixa tanto de portugal como os comentadores do aventar (COMENTADORES) vá para Berlim – lá estará bem – a aventar é dos melhores bogs que coineço e é altamente cultural didático e ético e estético -o çlixo vem nos comentadores (nem todos mas muitos e felizmente os piores já desapareceram ou mudaram de léxico) – a honra do país é também dada por muito “unuversit+ario” que aqui nasceu e trabalha se calhar pago pelo meu IRS – vão para londres ou detrioit ou State College ou para onde quizerem – dignifiquem o país pois merda chega e sobra e chegram à AR e ao governo – de merdosos

  7. Maquiavel says:

    A indústria portuguesa auto-destruiu-se a partir do momento em que näo se modernizou, nem passou a criar valor acrescentado, apenas baseando a sua vantagem competitiva nos baixos salários.
    Entretanto, a Inditex galega aproveitou o “cacho” têxtil da regiäo para criar um império, com a Zara. Vidas!

    Entretanto, a China faz o que deve fazer para proteger os seus interesses económicos. Näo me surpreende que o faça, o que me surpreende é que a UE näo faça o mesmo. Näo, a UE só defende os interesses do grande capital, a quem muito agradou ter acesso ao mercado laboral chinês, desregulado e baratíssimo, para aumentar as margens de lucro. Mas agora esses väo vender a quem? Produzindo na Europa, custava 4 para produzir, vendia-se a 6, e ganhava-se 2; agora produzindo na China custa 1, tenta-se vender a 4… e näo há quem consiga pagar na Europa porque se está desempregado! E na China só podem pagar a 1,1.

    Quem tudo quer tudo perde.


  8. É necessário recordar que foi a própria CEE que abriu as portas à importação de produtos chineses ao celebrar com Pequim ‘acordos preferenciais’ e isto numa época em que a têxtil portuguesa procurava reestruturar-se (através de diversos planos, e entre eles o Plano WERNER) para enfrentar os então ditos ‘desafios’ da nossa integração comunitária.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.