Alunos sem aulas desde Setembro: a longa greve de Nuno Crato

No Agrupamento de Escolas do Cerco, no Porto, há 300 alunos que continuam sem aulas desde Setembro, em consequência do novo processo de contratação imposto pelo Ministério da Educação. Situações como esta existem em várias escolas do país. Em nome de um simulacro de autonomia, a vida das escolas continua emperrada por burocracia, com prejuízo para os alunos.

Confirma-se, mais uma vez, que Nuno Crato, como Ministro da Educação, está em greve desde o início do mandato. Aguarda-se, a todo o momento, que comece a trabalhar. São pessoas destas que dão mau nome aos grevistas.

Comments

  1. Carla Romualdo says:

    lamento saber que isto acontece em várias escolas, mas neste caso lamento-o ainda mais porque são as minhas antigas escolas (e as do João Paulo!) e muitos destes alunos já são penalizados que chegue

    • António Fernando Nabais says:

      Exactamente, Carla. Isto podia ser classificado como vergonhoso, se tal adjectivo não fosse, nesta situação, um eufemismo.

    • João Paulo says:

      Ora nem mais – a “minha Escolinha”…

  2. maria celeste d'oliveira ramos says:

    o governo está desgovernado – ão sabe fazer nada e o que fz é tão mau – tenho amigas que se vão reformando antes do tempo normal porque nem aguentam mais e nem sequer têm família para ajudar mas não querem enmaluquecer

Trackbacks

  1. […] repetimos várias vezes que há ainda muitos alunos sem […]

  2. […] nos de Matemática: em todo, por todo o lado. Só tenho dificuldade em entender o silêncio, que o Aventar teima, insiste em […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.