Socorro!, querem voltar ao “faz-sismo”!

E não é que a coisa chega pela boca do arrependido residente em Belém?  Ora-ora, lá teremos de voltar a engolir coisas terceiro-mundistas e famélicas da fome como a Famel Zündapp, a FNAC, os Cabos d’Ávila, a Covina  fabricante e não armazém espanhol de vidros, as baterias Tudor e outras fabriquetas que tais? Canada Dry em Portugal uma vez mais? Não nos digam que lá voltarão as campanhas do trigo, o pão afarinhado de e por Portugal? Era só o que mais nos faltava voltarmos a”levar com” os fertilizantes e sabões da Quimigal e a termos os supermercados cheios de lataria assardinhada Made in Allgarve e Setúbal. Não queremos voltar a ver a branca frota bacalhoeira “do Tenreiro” despejando peixe seco mal cheiroso ali às portas do Arsenal. Nada de Lisnave e Setenave cheia de fatos-macaco  fascisto-comunas  construindo barcos a torto e a direito! Nunca mais!

Cavaco Silva quer agora re-industrializar o país e ainda não se lembrou da necessidade de voltar a encher de ouro o Banco de Portugal. Como será isso possível, se aquela montanha reluzente veio da moçambicana percentagem das minas do Rand e dos milhares de toneladas de volfrâmio e de conservas vendidas por bom preço  à Alemanha? Sonha com os campos louros de trigo e milho e verdejantes de hortaliças, alfaces e couve em barda. Para cúmulo, anda de boca aguada com a perspectiva de uma bela posta de atum fumegante no seu presidencial serviço de porcelana Vista Alegre da ida Monarquia. Tiques passadistas, ecos gloriosos de um passado extravagante. Mas não era o yuppismo o futuro garantido de Portugal? Viu-se! Vê-se…

Comments

  1. João Paz says:

    Excelente ironia caro Nuno.
    Então este “senhor” que destruiu tudo isso a mando da estranja não volta agora a defendê-lo?
    Deve ter caído da cama e ficado com amnésia. Só pode.

  2. maria celeste d'oliveira ramos says:

    Estamos lixados – não se importam que eu escreva “fodidos ??
    feio ou bonito já está – quebra de 20 % de exportações para Algola – tudo muito – bom a CGTP sabe como há-de comandar greves – ontem vi rreportagem da Viniporrugal que se dignou deslocar à alemanaha à feira do BMW e foi um sucesso e boa exprtação de vinhos incluindo vinho verde que niguém abe o que é, para alemanha onde são mais conhecidos do que pensamos e apreciados pelos habitantes “topos de gama” – BOA

  3. Konigvs says:

    Também parece que o TV Rural vai voltar….

    É a segunda medida genial para salvar a laboura.

  4. Olavo says:

    Parece-me que estão mais preocupados em bater no homem do que discutir uma mensagem, que curiosamente já foi defendida muitas vezes por aqui. Parece que é um daqueles casos que mesmo quando o homem está certo, está errado.

    Eu preocupava-me mais com as decisões do velho de evitar analisar o orçamento de estado pelo tribunal constitucional, delegando essa função a uma empresa privada. Isso sim é grave. Agora, apelar à reindustrialização do país… Só mesmo um idiota é capaz de criticar essa afirmação.

    Podem também chamar as FAMEL, MACAL, e UMM como “terceiro-mundistas”, mas prefiro viver num país de terceiro-mundo com um ordenado decente ao final do mês do que armar-me em cosmopolita com o novo iPod que terei de pagá-lo em prestações durante um ano para ouvir na fila do IEFP.

    • nightwishpt says:

      É uma questão de hipocrisia, o deserto a perguntar porque não há água depois de ter secado tudo.

      • Maquiavel says:

        Com permissäo, faço a errata:

        É uma questão de hipocrisia, o eucalipto a perguntar porque não há água depois de ter secado tudo.

  5. Pedro Pinguela says:

    O discurso sobre a re-industrialização vindo da boca do Sr.PR deixou-me atónito. O Sr. PR caiu abaixo da cama bateu com a cabeça no chão e começou a pensar de outra forma? Então não gastou tanta saliva a falar nos Serviços, não apoiou a “política” de abate de barcos de pesca e do corte de videiras do período da quotas agrícolas?! Bem, não há mais paciência para suportar tanta coisa.
    Será como Saulo, o romano, que ia “malhar” nos Cristãos. No caminho caiu abaixo do cavalo (teve uma visão) bateu com a cabeça numa pedra e virou-se a favor dos que ia perseguir e matar. A partit daí ficou santo , São Paulo.
    A que mais nos será chegado?! Os nossos lideres parecem não ter memória e, por isso, vergonha na cara.

    • Maquiavel says:

      Nisso representam bem quem os elege e re-elege.
      Porque os nossos eleitores também parecem não ter memória e, por isso, vergonha na cara.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.