Greve ao dinheiro

Raphael Fellmer, alemão, sem profissão definida, 29 anos, casado e pai da bebé (na foto).

Decidiu fazer greve ao dinheiro e vive sem ele quase há 3 anos.

Dá palestras sobre greve ao dinheiro e sustentabilidade.

Já não é o primeiro.

Comments

  1. maria celeste d'oliveira ramos says:

    Não sei se é no Alentejo ou na Serra do Algarve que se instalou há mais ou menos 20 anos um grupo e Cidadaãos de várias nacionalidades – o grupo TAMERA – que vive da terra – cultiva sem lixos todos os alimentos – são uma comunidade que disseram que só em Portugal poderiam viver assim da verdade das coisas e das ligações humanas – conhecí-os na origem da sua instação numa conferência ma Gulbenkian -na NET, creio, pode encontar-se referências sobre eles

  2. Maquiavel says:

    Sou bom amigo do Tomi Astikainen, outro “maluco” que fez greve ao dinheiro, e é feliz. Já atravessou a Europa várias vezes sem um tusto, e diz que o país que mais gosta é Portugal, que é onde as pessoas säo mais humanas e solidárias.
    Agora saber do caso do Raphael é por demais importante, porque é o primeiro a fazê-lo que tem uma família.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.