Outra vez a avaliação de Professores

Confesso que até eu estou fartinho  do tema!

No entanto, não resisto a escrever sobre mais uma trapalhada Cratiana. O Ministro, quando entrou, empurrou o processo para um dia destes e, está visto, esse dia chegou. E com ele, a confusão – ninguém se entende: uns a salivar por um excelente, por se mostrarem a quem manda, por aparecerem e por sorrirem: os palhaços do costume!

Outros a tentarem fugir a sete pés do processo – alguns até fogem para a reforma.

Para surpresa do mundo – talvez mesmo do Universo – o Conselho de Escolas (órgão composto pelos Directores de Escola) solicitou a suspensão da aplicação da avaliação – uma confusão que Maria de Lurdes começou e que Isabel Alçada empatou. Nuno Crato, o seguidor, aprofundou!

A FENPROF  juntou-se a este pedido e  até divulgou um conjunto de esclarecimentos sobre o processo. Sem margem para dúvidas, neste momento, o segredo  – mandem a avaliação para aquele sítio porque ninguém vai progredir!

Para quem não está nas escolas até parece mais um daqueles episódios para dizer:

– “Lá estão eles outra vez. O que eles não querem é ser avaliados.

Diria que sim, que isso é verdade para uma parte, mas começo a acreditar, infelizmente, que há uma parte da classe que gosta muito deste faz de conta. Não me perguntem o motivo – parece que gostam…

Nem eu consigo comentar porque a paciência já se foi há muito tempo – quero lá saber da avaliação!

Se querem parecer importantes, corram a pedir aulas assistidas, corram a avaliar os colegas!

Divirtam-se, mas vão bater a outra porta, ok?

Comments

  1. maria celeste d'oliveira ramos says:

    Onde é que esses 3 eis governantes estudaram – na lusófona ??

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.