O homem que não acerta uma

Falhas previsões, atrás de previsões. É que não acertas uma. Isso, convenhamos, é mau para um ministro das Finanças, que deveria tratar os números por ‘tu’.

Reconheces que a recessão é séria, grave e que os elevados níveis de desemprego são alarmantes. E depois? Isso é evidente, está à tua frente todos os dias. Ou andas distraído. E tu, sim, tu, és um dos responsáveis. Longe de ser o único mas fazes parte desse grupinho de gentalha.

Isso é mau para um ministro cuja missão deveria ser olhar pela saúde da economia e finanças nacionais, em vez de ser apenas um mero técnico oficial de contas da troika.

Lisboa - Conferência Vitor Gaspar

Falas de números de desemprego. Ninguém te disse que não são números, são pessoas? Reais.

Tens coragem de assumir as más notícias. Mas não tens coragem de assumir os erros próprios e, acima de tudo, não tens coragem de ir pregar a outra freguesia. Se houver fregueses que te queiram aturar.

Hoje, Gaspar, hoje somos um país mais triste, mais desesperançado, mais perdido e em depressão. Isto, Gaspar, deve-se a ti. Não só. Mas também.

Comments


  1. Gaspar é um cromo. Igual a muitos que encontramos nas nossas passagens pelas universidades. Um cromo com voz delicodoce, um actor, um artista na arte da vaidade, um desconhecedor da realidade e da micro economia, um farsante da arte, um daqueles seres pequeninos que teima em se meter em bicos de pés e que se julga no topo do mundo. Gaspar não é um cromo, é um joker.

  2. nightwishpt says:

    Mas como quer que se reduza brutalmente os salários sem desemprego?
    Corre tudo segundo a cartilha. Fora a espiral recessiva, isso não vem no manual do neo-liberalismo.

    • Maquiavel says:

      A espiral vem no manual do neo-liberalismo, SIM, faz parte da “Doutrina do Choque”. Ver comentário abaixo.

  3. Mário Reis says:

    Estes FDP sabem bem qual o seu papel! Naomi Klein, condensou na “Doutrina do Choque” os própositos destes facínoras e das politicas do camartelo para cilindrar a dignidade e os chamados direitos consignados nas politicas de saúde, educação e protecção social.
    Contra a união e a força do mundo do trabalho o capital cedeu durante décadas e não teve outro remédio, senão, por taticismo, acomodar-se. Esperaram por melhores dias…
    Os desenvolvimentos autistas e suicidas de politicos do PS/PSD/CDS fizeram o resto sob essa fraude chamada CEE/UE e um longo processo de mais de 30 anos de engorda empresários sanguessugas.
    O capital, arrogante e vingador, não está, nem vai perdoar. Os moços de serviço tem o mandato: Destruir!, custe o que custar. E por candida ilusão do mundo dito “socialista” e social-democrata” a rusga e o desatre vão continuar até a um ponto sem retorno.
    Henrique Neto culpa a CLASSE POLITICA pelo estado das coisas. O HN que vá pró caralho!
    Li dezenas de alertas, avisos e análises do PCP sobre os rresultados dos caminhos escolhidos pela “classe politica” que “ninguém” quis ler, quanto mais discutir. O desatre está aí! e o que mais virá se não se tiver a coragem de confrontar este sistema e os seus detratores, repensando a nossa participação e construção de um mundo diferente.


  4. Estamos numa corrida dramática para o suicídio colectivo, para o desaparecimento de Portugal. Estes gajos só têm feito asneiras, teimando na mesma austeridade, nos mesmos cortes contra os que não são contemplados pelo bafo do Poder (político. bancário, financeiro, mafioso maçónico, bílderberger, etc), «custe o que custar», doa a quem doer.

    E ainda têm a lata, a pouca vergonha de prometer que em 2016, já parou a recessão!!! Eles qe não acertam uma previsão, não dão esperança de acertar nesta. E tudoi mostra que isto vai continuar a piorar.

  5. joao riqueto says:

    Não é verdade que, não está a chover. Logo, está a chover.

  6. joao riqueto says:

    Na folha do sr Gaspar, não deve constar a tabela da verdade.

  7. joao riqueto says:

    Sr Cavaco, será; “da” verdade ou “de” verdade, ou nem uma coisa nem outra?.

  8. joao riqueto says:

    “Esclarecimento é saída do homem da sua menoridade, da qual ele é culpado. Culpado porque é dotado de razão e não faz uso dela. A menoridade é a incapacidade do indivíduo de fazer uso do seu entendimento, sem a tutela de outro indivíduo”.

    Isto foi escrito por Immanuel Kant há mais de 250 anos.

    O pessoal tutelado por estes indivíduos? Fo….Da….Se!

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.