Notícias sem a mínima importância

Aconteceu na passada segunda-feira na Biblioteca Municipal das Caldas da Rainha.
Um leitor procurava junto do serviço de Leitura Domiciliária requisitar dois livros. A funcionária negou-lhe o pedido, ressalvando que o leitor ainda tinha um livro emprestado em casa. A verdade é que o regulamento da Biblioteca impedia a requisição de novas obras sem a entrega das anteriores.
Enfurecido, o leitor começou a berrar com a funcionária, chamou-lhe de tudo e ameaçou-a. Quando a encontrasse lá fora, ia mandar-lhe uma cabeçada. Antes de sair, passou por um escaparate e deitou abaixo todos os livros que lá estavam.
Mal o leitor saiu, a funcinária chamou a sua superior e narrou-lhe o sucedido.

Comments

  1. Miguel says:

    E o que aconteceu?

  2. Ricardo Santos Pinto says:

    Nada. Foi só isto.

  3. Era uma vez uma vez um pai que tinha duas filhas e a do meio era careca. Esta pediu ao pai que lhe comprasse um pente.
    -Para que queres o pente se não tens cabelo? -perguntou-lhe o pai.
    Vai daí a avó, que em silêncio assistia à cena, ficou desgostosa e nunca mais bebeu café.
    Acabaram todos a rir se. Nós também.

  4. Estavas irrequieto? Ou não tinhas mais nada para fazer?

  5. Ricardo Santos Pinto says:

    Não tinha mais nada para fazer.

  6. Ah grande leitor! Para as próximas autárquicas ainda vai numa lista qualquer…

  7. Já trabalhei numa biblioteca e realmente isso dos leitores não cumprirem os prazos irritava-me bastante. Tive sorte não me cruzar com esse mais nervoso…

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.