E não se pode suicidá-lo?

Vítor Gaspar: “Ajustamento de Portugal é muito bonito”

Comments

  1. José A. says:

    Pode-se. Da mesma forma que se pode suicidar o João José Cardoso.

    As pessoas civilizadas reconhecem que os assassinatos políticos não tem lugar numa sociedade livre e democrática.


    • Suicídio não é bem assassinato. E numa sociedade livre e democrática os governantes são eleitos. Este não foi eleito coisíssima alguma (sic).

      • José A. says:

        Não te faças de parvo. Se andas a perguntar se não se pode suicidar outras pessoas então tem ao menos a hombridade de reconheceres e admitires as mensagens que escreves.

        E se achas que este governo não é fruto de eleições livres e democráticas então deves andar a dormir há uns anos, mas como amnésia voluntária não é tão grave quanto incitações cobardes a assassinatos políticos então essa afirmação não passa de apenas mais uma patetice a juntar a tantas outras.


        • Este título glosa o de uma peça de teatro: E não se pode exterminá-lo?

          http://www.teatro-cornucopia.pt/htmls/conteudos/EElVkEEFkVUuvdSyuB.shtml

          Podia dá-lo por louco, como qualquer pessoa na plena posse das suas faculdades mentais já fez perante esta frase? podia. Mas vou mais longe: desejo que a loucura o atravesse tão clinicamente que de uma forma ou outra se suicide. Espete um tiro nos miolos, porque sem dúvida que os tem.
          Não, não é um apelo ao assassinato, sou contra a pena de morte embora não contra o julgamento desta gente por crimes contra a humanidade, como é óbvio. E acho adorável o pânico que assola tanta gente quando se fala por exemplo de regicídio, lá saberão porquê, e nunca é demais lembrar que a política é um ofício perigoso, não é para cobardes.

          Em democracia não se promete não fazer tudo o que se vai fazer a seguir. Nem se diz hoje que nunca se fará, o que se faz amanhã.
          Em democracia não se destrói um país, não se assassinam cidadãos, à fome e sem assistência na doença, não se destroem vidas, levando-as ao suicídio.
          Fica lá com a tua democracia formal, dita civilizada e uma boa merda. Não passa de pura barbárie, num modo civilizado não se destroem outros humanos pela pura ganância do lucro.
          A minha é a do governo do povo e para o povo. A tua, tal como a deste anormal que anda a brincar à economia como um louco de laboratório, é a do Salazar. Se tivessem hipótese o resto, a nova constituição, a repressão, a rapina completa, estariam instaladas há muito. Azar, desta vez falta-vos a tropa.

    • adelinoferreira says:

      ó zé A, sabes o que é a democracia zé A?
      Sabes decompor a palavra democracia zé A?
      Eu cá para mim tu és adepto do capitalismo
      selvagem/neoliberalismo, que é corresponde
      ao salazarismo de outrora.Será que acertei?
      Fico a aguardar resposta para ter a certeza.

  2. J.V. says:

    Com tanta gente que ele já suicidou, até nem era capaz de ser injusto.

    http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=640226&tm=8&layout=123&visual=61

  3. celesteramos.36@gmail.com, says:

    PSD recusa incongruência entre Passos e Portas – diz aquele menino bem arranjadinho nunca sei o nome destes arranjadinhos – ai Mendes MarqueS que tachão na SIC – tão bem penteadinho e muito bem empoado ?’ há muito tempo que não traz aqueles A4 com muitos gráficos e estatísticas e o caraças – não quis ficar atrás de Medina – Barco com30 metros de largura e no Porto de Génova um raio de um acidente – prog 60 minutos – caça ao homem de Boston e vai falar do Tea Party – não tenho paciência para este senhor que se senta deante da TV como se estivesse não sei onde com os amigos – sr crespo e já disse isto demasiadas vezes (para não esquecermos ??) AH e o sr José A. devia estar em Hamburg ou Berlim ou Moscovo onde seria mais feliz a dar lições de “democracia demo-cracia é” ?? E quanto ao sr Adelino deve ser velhote pois que sabe muito do tempo de salazar – admirável

  4. celesteramos.36@gmail.com, says:

    E Não se Pode Exterminá-lo? (TV 1979)
    TV Movie – Drama – 1979 (Portugal)
    Your rating:
    Directors:
    solveig Nordlund, Jorge Silva Melo
    Writer:
    Karl Valentin (play)
    Stars:
    Carlos Barreto, António Bispo, Luís Miguel Cintra | See full cast and crew

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.