Acordo Ortográfico de 1990: alto e para o baile!

Hänninen

Peter Spinney/ Lat Photographic Archive (http://bit.ly/19vk417)

Dizem-nos que “a comunicação social já está quase toda a usar a nova ortografia” e garantem-nos que “a adoção [sic] do AO está em curso acelerado“.

Convém refrear o entusiasmo.

Segundo nos informam,  “[e]sta notícia foi escrita nos termos do Acordo Ortográfico”. Parece que esta também. No Correio da Manhã, escrevem ‘pára’ e assumem. Hoje, no Diário da República, mais três ocorrências de ‘fato’ em vez de ‘facto’. Na TVI, “Tino comenta o fato [sic] de não ter ficado nomeado” e a FERLAP pronuncia-se sobre “o fato [sic] de o Ministério da Educação…”. N’A Bolao “curso” da “adoção [sic]” da “nova ortografia” é tão acelerado que até se despistam nas traduções (sem a elegância de Hänninen).

Efectivamente, está na altura de o baile parar.

Expresso e Visao 762013

Comments

  1. Luís Belard da Fonseca says:

    ??? Sou visceralmente contra o AO, mas os títulos de jornal apresentados parecem-me correctos – a 3ª pessoa do singular do presente do indicativo do verbo “parar” é “pára”, assim, com acento, quer antes quer depois do AO…

  2. Francisco Miguel Valada says:

    Caro Luís Belard da Fonseca, segundo a base IX, 9.º do AO90, não se distingue «pelo acento gráfico: para (á), flexão de parar, e para, preposição»,
    http://aventar.eu/2013/01/21/a-apreensao-da-logica-e-da-substancia/

  3. celesteramos.36@gmail.com, says:

    João Belard tem razão – a mesma frase com para sem acento dá uma interpretação mais complicada que a de há pouco tempo do “de” e “da” para os autarcas e o nº de mandatos – há limites para o servilismo do AO que aliás nem está em vigor mesmo que jornalistas que já escreviam mal antes “de” se tenham apressado a escrever bem pior – a degradação do país não reside só aí no OA e no servilismo para com o brasilês

Trackbacks


  1. […] Não. “Trânsito pára em Lisboa esta sexta-feira à tarde para deixar passar Eusébio”. Felizmente, o Público não se mete nessas coisas. […]


  2. […] para? Para o baile? Ah! Não pára!  OK. […]


  3. […] falecimento de Lomu chegou ao Expresso. Chegou ao Expresso e aconteceu isto. Ou seja, aconteceu o costume. A sério, não vale a pena […]


  4. […] a um excelente leitor do Aventar o envio desta primeira página do JN. Efectivamente, mais uma prova de que o AO90 apenas está a ser aplicado em certas cabeças — aliás, como acontece com a […]


  5. […] Rússia aceita a crítica — ou seja, provavelmente (estamos no pântano ortográfico, por isso, cum grano salis), a frota não para Ceuta, mas pára em Ceuta. Cuidado. […]


  6. […] Nesta entrevista, João Malaca Casteleiro vem explicar lógica subjacente à base IX, 9: […]


  7. […] Para o baile? Para o baile. […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.