O cão fiel

his-masters-voice-copy

As manobras de manipulação eleitoral em favor da maioria têm, em todos os canais televisivos, atingido níveis demenciais, nunca vistos (e os deuses sabem que já vimos muito!…). Dá resultado? Vai dando. As sondagens parecem mostrá-lo (já sei, já sei, as sondagens valem o que valem, etc. e tal).

Não querendo gastar-vos a paciência com especulações sobre a alienação dos oprimidos, aqui vos deixo um poema breve do velho mestre, que dedico a todas as vítimas que tencionam votar nos seus carrascos:

O cão fiel

Era um cão fiel…
Foi a dar ao rabo atrás do dono
até à oliveira em que este
o enforcou com um arame.
(Joaquim Namorado)

Imagem

Comments

  1. Fernanda says:

    Nunca vi propaganda assim, de todo o lado e com tanta gente envolvida – no país e pela europa.

  2. Bento 2014 says:

    Merco besta corrida por meio saldo de mula manca
    A arrastar o estribo albarda caída de cilha folgada
    Ossada bicuda a furar a pele traseira toda empenada
    Cabresto aos nós corda roída que os abanos desanca

    Moscas no lombo prontas ao ninho atrás das orelhas
    Aos solavancos soltando sonoros imundos a cada patada
    Cascos moídos feitos em farelo sem cangalha amarrada
    Lá vai ruminando a palha curtida de gastas golpelhas.

    Pelo sumido ensebado basta ajeitar-lhe os sarilhos
    Rebarbar-lhe os cascos para lhe calçar uns meotes
    Que de crinas assoveladas ensaia logo uns pinotes
    No arrasto do chocalho o estafermo foge aos trilhos

    Dente arreganhado cor de feno cata-vento no roncar
    O fedor podre que expele de tanta névoa nem cheirá-lo
    Não nos contam os arreios se é burro mula ou cavalo
    Mas tem qualquer ferradura pronto coice para dar

  3. Dora says:

    A jornalista Clara F Alves está a ser apanhada pela propaganda.

    Depois de justificar a demora em tratar do cartão do cidadão pelo revanchismo do funcionário público, como resposta aos cortes salariais – ideia que lhe foi dita por alguém amigo – afirma que a propaganda a que se assiste está muito bem feita.

    Acerca do atraso na renovação do CC não vê outros motivos. Espera-se que alguém lhe explique uma razão mais razoável.

    Sobre a qualidade da propaganda não se percebe bem de que qualidade se trata. Será que tem tanta qualidade que a jornalista acredita ou acredita que outros acreditem? Ou teremos de esperar que alguém amigo e que não seja amigo da onça lhe explique?

    Se um jornalista se refere a isto nestes termos, será que a propaganda é mesmo de qualidade ou será que a jornalista vareia e tem dias maus?

  4. lidia sousa says:

    ESTE CÃO SERÁ O RELVAS?

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.