Portugal 2014 | Uma maioria, um governo, um presidente

Social_011net

Comments

  1. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    Sem comentários. As fotos dizem tudo e só esperava que o sr. silva no meio do discurso de ontem, levasse com este conjunto fotográfico nas TROMBAS.


  2. A triste verdade.

  3. Ferdinand says:

    Em 2008 o capitalismo falhou estrondosamente, e só não colapsou porque os partidos do arco da governação (PS, PSD e os homólogos dos outros países) têm vindo desde então a “salvar” o pilar no qual o regime capitalista se apoia com a famigerada “austeridade”, a toda poderosa e demasiado grande para falir, a Banca.
    Portanto, eu pergunto, acreditam que com um governo socialista e um presidente socialista não captariam imagens semelhantes?
    Não sei se reparam mas é que a “Troika” já tinha chegado a Portugal anos antes da chegada oficial, e sejamos realistas a “Troika” verdadeiramente não se foi embora.
    Os portugueses e “Troika” é um caso de amor doentio que todos, ou quase todos, já sabemos que vai acabar mal, mas porque é doentio insiste-se.
    É com relativa facilidade que se compreende o amor que a “Troika” (ou máfia financeira global) sente por Portugal, por Portugal e basicamente por tantos outros países especialmente os mais vulneráveis, já o amor que o português enquanto colectivo e mesmo individualmente sente pela “Troika” já não é de tão fácil compreensão, a não ser que não seja amor aquilo que os portugueses sentem pela “Troika”, talvez seja síndrome de estocolmo*, síndrome de estocolmo massivo.

    *Síndrome de Estocolmo (Stockholmssyndromet em sueco) é o nome dado a um estado psicológico particular em que uma pessoa, submetida a um tempo prolongado de intimidação, passa a ter simpatia e até mesmo sentimento de amor ou amizade perante o seu agressor. A síndrome de Estocolmo parte de uma necessidade, inicialmente inconsciente.

    http://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%ADndrome_de_Estocolmo

    • fernando antunes says:

      o que o governo e um presidente SOCIALISTA vão fazer ainda não sabemos . Mas o que este governo e este presidente estão a fazer ,vê-se nas fotografias ,com a ajuda também de durão barroso . pense. bom ano


  4. E eu diria mais: Portugal 2014 – Uma maioria, um governo, um presidente da república e um presidente da Comissão europeia (agara ex-).

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.