Do Pontapé na Boca*

Primeiro foi o apoio de Jorge Nuno Pinto da Costa a Ana Gomes (eleições presidenciais). Depois foi o editorial no Porto Canal sobre Adão e Silva. Por fim, o editorial sobre Daniel Oliveira. O FC Porto Institucional é, hoje, a principal oposição a António Costa e ao seu governo. Nem Rio (ainda está vivo?) nem a IL, CDS ou Chega se aproximam. Já o PCP e o BE não podem. E o PR depende dos dias. Sem esquecer as declarações de Jorge Nuno Pinto da Costa sobre António Costa: “Se não os consegue demitir, demita-se”.

O que leva o FC Porto Institucional a seguir este caminho? A crise que se abateu sobre o Futebol por causa da pandemia? A falta de apoio de instituições públicas? Os apoios de Costa a Luís Filipe Vieira? A tripla BES-BPN-LFV? Tudo isto por junto ou atacado? Não sei. O que sei é que, uma vez mais, está o FC Porto Institucional a desempenhar o papel que caberia a outros. Só que “esses outros” estão em hibernação. Para mal da democracia. Já foi assim no momento em que o Porto Canal precisava do apoio das Instituições (privadas) da região e nada. Teve de ser o FC Porto a salvar o canal de uma morte anunciada. O mundo está estranho…

 

*Expressão gentilmente palmada ao João Mendes

A SAD do FC do Porto e um escândalo chamado Rúben Neves

ruben-neves
Tenho aqui no Aventar uns amigos benfiquistas (obcecados pelo Porto?) que gostam muito de zurzir no FC do Porto a propósito de tudo e de nada. Já lhes disse que deviam olhar mais para dentro de casa. Não lhes faltaria material para escrever.
Como portista, é o que eu faço, sendo que, com este post, penso estar a fazer um favor ao clube.
O Rúben Neves, como sabem, é um jogador da formação do FC do Porto. Está no clube desde os 8 anos. É dos poucos cujo passe está 100% na posse do FC do Porto.
Ou melhor, estava. Aquando da renovação do contrato por mais dois anos – de 2017 para 2019 – o FC do Porto ofereceu 5% do passe ao empresário José Caldeira. 5%. Se for vendido no fim da época por 40 milhões, bem, é fazer as contas.
José Caldeira, por um dos muitos acasos em que a vida é fértil, é irmão de Adelino Caldeira, um dos administradores da SAD do FC do Porto. Não saberíamos da renovação com Rúben Neves se não tivesse sido o inefável Dragões Diário. E nunca saberíamos dos 5% oferecidos ao irmão do administrador da SAD se não fosse o Football Leaks. [Read more…]