Portugueses, a bem de Portugal, o melhor é desaparecerem


A obsessão dos actuais ministros com o envio de portugueses para a emigração começa a ganhar foros de política oficial de governo.

Agora foi Miguel Relvas a elogiar a “juventude bem preparada” que emigra. Apenas esta frase seria suficiente para escrever um tratado sobre a realidade nacional, a política de desenvolvimento, o investimento educativo e o desinvestimento no país. De passagem, poderia aflorar-se para a forma desprezível como estes governantes olham os cidadãos que tiveram o azar de nascer em solo doméstico, o esquecimento a que votam os que emigram, o que historicamente acontece aos portugueses que se fixam noutras paragens e seus descendentes (raramente voltam – a descolonização é uma excepção e por circunstâncias de falta de alternativas – e ao fim de duas ou três gerações cortam qualquer relação com a terra dos pais/avós).

Além disso – e eu sei que os tempos andam maus para patriotismos – ouvir de um ministro da república portuguesa que ficou agradado

“com a sensação de que pátria deles é o momento onde estão, a circunstância em que estão”

só pode dar uma certeza aos portugueses: morram ou desapareçam, este país só conta convosco lá longe, aqui estão a mais e não fazem falta nenhuma, este governo ou não tem soluções, ou tem coisas mais importantes em que pensar.

Comments

  1. António Fernando Nabais diz:

    Portugal é um país tão desenvolvido, mas tão desenvolvido que já tem gente “bem preparada” a mais. Se a cada um coubesse no apelido a comida favorita, este ministro devia chamar-se Miguel Palhas.

  2. O Alexandre dos Santos (Pingo Doce) é um óptimo aluno deste Governo!

  3. maria celeste d'oliveira ramos diz:

    Os jovens estão bem preparados e cada vez mais
    Mas os governantes é que não – eles é que deviam emigrar – o pior é que se calhar seriam posteriormente e velozmente, deportados – temos mesmo que os aturar mas ao mesno podemos “malhar” neles (e nelas)

  4. mortalha diz:

    eu vejo é os impostos a emigrar! será q o pingo doce tem vagas nas lojas da polónia?

  5. O que vejo é o pavor que estes nabos do avental têm que os jovens lhes façam sombra e murchem…também vejo que o receio que têm dos jovens se revoltarem é enorme ao ponto de perderem o controle e dizerem estes absurdos apátridas; também vejo ainda que, ao mandarem estes jovens daqui para fora, sem qualquer pudor, estão a ajudar os estrangeiros a explorá-los como mão de obra barata, já que no país a publicidade contra eles é tão grande quem nem os governantes imbecis os querem.

Trackbacks

  1. [...] no mesmo governo do primeiro ministro Passos Coelho e do ministro Relvas, os quais repetidamente apelaram à emigração dos portugueses como forma de arranjar [...]

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s