PAIXÃO VIOLENTA

HOMICÍDIO TRAVESTIDO

Não é costume, na nossa terra, saber da morte de um oriental. E de morte violenta é ainda mais anormal. Se se disser que é o segundo homicídio, em três dias, envolvendo orientais, então o caso transcende a mais completa normalidade.
O caso do travesti assassino, pode trazer à baila a acusação feita por um sr com responsabilidades no mundo político Português, que usou a expressão para qualificar de forma insultuosa e degradante os jornalistas do Jornal da Noite da TVI. Hoje como nunca os travestis estão na boca do mundo. Uns matam politicamente, outros efectivamente.
Tudo isto deverá ser classificado de crime passional.
Todos o farão com, e por paixão.

Comments

  1. Luis Moreira says:

    Orientais e travestis? Não acompanhei o caso.

  2. Luis Moreira says:

    Dizem-me ali do Jugular que quando a violência é com heteros nunca se diz “assassinio heterosexual”.É capaz de ser mas se calhar é porque normalmente a violência é com heteros.É o caso do homem que mordeu o cão…isso é que é notícia!

Deixar uma resposta