Depois dos eleitores fantasma, os eleitores duplos

Não bastavam os eleitores ‘fantasma’, que nos obrigam a olhar para trás a ver se, junto às urnas, não somos apanhados desprevenidos por um qualquer lençol com olhos, agora temos os eleitores duplos, num fenómeno interessante de clonagem à moda da casa.

Proponho “ghostbusters” para os primeiros, tinta para encharcar os dedos dos eleitores, no segundo caso.

Deixar uma resposta