O plantel dos 3 Grandes

Car@ leitor,
se me permite vou tomar a liberdade de dar uma de entendido na bola e procurar perceber o que pode acontecer no campeonato de futebol deste ano. Reconheço, claro, que uma das intenções do post é chatear o Dalby.
E o primeiro ângulo de análise será o dos jogadores, por posição, porque, em última análise, são eles que ganham os jogos.

Na baliza o Porto tem o Helton e o Beto. O Benfica o Quim, o Moreira e o Júlio César. O Sporting tem o Rui Patrício.
Creio que a primeira opção em cada um deles não deixa ninguém em grande vantagem, mas considero que o Rui é o menos competente dos 3 titulares (Helton e Quim). Em termos de segunda opção o Sporting está claramente mais fraco e por isso daria nota 3 ao Porto e ao Benfica. Nota 2 ao Sporting.

A defesa das três equipas tem 4 homens. Na ala direita o Porto deverá apresentar o Fucile, o Benfica o Maxi e o Sporting o Pedro ou o Abel.
Penso que o Fucile e o Maxi estão ao mesmo nível e claramente acima de qualquer uma das opções verdes – o Pedro Silva é de luas e o Abel é muito fraquinho: defende mal, não ataca e a bancada é o destino dos cruzamentos. A segunda opção do Porto – Miguel Lopes – é melhor que a do Benfica (inexistente porque falta ver quem se vai adaptar e como…). Nota 3,5 para o Porto, 3 para o Benfica e 2 para o Sporting.
Do lado esquerdo o Benfica apresenta uma novidade argentina, Shaffer, que defende mal e ataca bem – quem o conhece diz que é jogador. Não vi o Álvaro Pereira do Porto jogar. Pelo que li tem estado bem. A alternativa no Porto será o Fucile e no Benfica o David Luiz. No Sporting temos o Caneira e o Grimi. Diria que o Caneira não compromete e face ao desconhecimento que tenho das novidades da concorrência, daria um 3,5 ao Sporting e um 3 aos rivais.

No centro da defesa temos uma luta renhida:

– Porto: Bruno Alves e Rolando. Suplentes serão o Maicon e o Nuno Coelho.
– Sporting: Carriço e Polga. Tonel, Caneira e André Marques.
– Benfica: Luisão e David Luiz, Sidnei e Miguel Vitor.

O Bruno Alves, com os árbitro Portugueses tem uma capacidade acima de todos os outros. É mais rápido, mais agressivo e mais forte no jogo ofensivo. As alternativas no Porto parecem-me menos fortes do que os titulares. 8 golos foi o que conseguiram marcar o Bruno e o Rolando na época passada.
No Benfica, ficando Luisão, falta saber quem joga com ele: David Luiz ou Sidnei. O Miguel Vitor será a última escolha. Luisão marcou 2, David outros 2 e Sidnei 3. Claramente menos ofensivos quando comparados com o Bruno Alves. No Sporting, apenas o Tonel marcou um golo.
Em síntese, o Porto tem uma dupla inicial mais forte, mas menos banco que o Benfica. Uma vez mais, o Sporting fica atrás. 4 para o Porto, 3,5 para o Benfica e 3 para o Sporting.

O meio-campo e os avançados deixo para os dois posts seguintes. Até ao momento, temos o Porto com 13,5 pontos, o Benfica com 12,5 e o Sporting com 10,5.

Se for verdade que os campeonatos se ganham na defesa, o Porto parte em vantagem.

Comments

  1. Luis Moreira says:

    Os andrades andam muito nervosos a fazer contas antecipadas…:-)


  2. Pois, e o Madureira é Moreira. De resto, tens andado a ouvir o Luís Freitas Lobo ou o Jorge Baptista?


  3. Meu caro José… eu conheço o Filipe, é assim que se chama o Moreira, desde puto… joguei com o Pai dele – o meu primeiro treinador de Futsal. Aliás, posso afirmar que já marquei golos ao Moreira… é verdade que ele tinha só dez anos ehehehNão tenho ouvido o LFL, mas gosto mais de o ler que o ouvir. Quanto ao Jorge Baptista, quem é?


  4. […] dos defesas e dos médios chega o momento de analisar o plantel dos três grandes na perspectiva dos que jogam […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.