José Paulo Serralheiro

Foi o melhor educador que tenho conhecido. Um sindicalista duro para a luta pelos seus. Foi valente, nem dormia para escrever e, especialmente para ensinar ou orientar aos seus colegas do Sindicato dos Professores do Norte.

Publicou um texto meu cada mês, lhe pareceu bem, e um livro. Fez de mim um escritor.

Mas, isso não interessa.  

Foi um homem fiel a sua mulher, aos seus filhos e a sua causa. E aos seus amigos.

É com sentimento que escrevo estas letras, com uma lágrima que escorrega pelo olho. Mas ele não merece isso.

Merece ser denominado, como digo em outro texto que acompanha este: José Paulo Serralheiro foi o melhor educador que tenho conhecido. O melhor pedagogo e muito Senhor.

Escrevo estas letras um minuto após saber o seu falecimento, para o meu amigo fraterno.

Raul Iturra
Professor Catedrático do ISCTE-IUL
Membro do Senado da U de Cambridge, UK
Parede, Conselho de Cascais, 7-09-09

Comments

  1. maria monteiro says:

    Um fazer memória assim de quem “parte” significa que continuará sempre vivo no testemunho dos que ficam… Ficará como exemplo de vida que faz com que outros continuem a caminhada

Deixar uma resposta