Paulo Bento e as cenas tristes do costume

Pareceu-me uma vitória justa, apesar das confusões que se geraram no final. O Porto entrou a ganhar, com um golo que não vi, e parece-me que esteve aí a chave da vitória. Nos minutos seguintes, podiam ter entrado mais golos na baliza do Sporting.
Na segunda parte, a equipa de Alvalade entrou ao ataque, chegou a dominar em alguns períodos mas nunca criou grandes oportunidades de golo. Nem o Porto, à excepção do «penalty» justíssimo que Falcao acabou por falhar. Jesualdo diz que a partir daí o jogo mudou. Não percebo por quê.
Até ao fim, o Sporting continuou sem criar oportunidades. Com a expulsão de Miguel Veloso, num momento em que já não havia grande coisa a fazer, Paulo Bentou entrou em campo e desatou a fazer as cenas do costume. O próprio palavreado, pelo que foi possível ler nos lábios, também foi o do costume.
Ou muito me engano ou o eterno segundo arrisca-se a ser este ano o terceiro ou o quarto…

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.