Primeiras impressões da noite eleitoral: Vencedores e vencidos

1 – O PS venceu, teve mais votos, mais Deputados eleitos e vai continuar a ser Governo. Parabéns. Mas não foi uma grande vitória – perdeu milhares de votos, perdeu uns 20 Deputados e perdeu a maioria absouta que lhe permitia governar sozinho. Em delírio, Alberto Martins, que alguns dizem ir ser o próximo Ministro da Educação, ainda falou numa vitória estrondosa, porque o PS partira dos 26% (Europeias). Sem o dizer, Ana Jorge reconheceu que os resultados ficaram aquém do que poderiam ter sido.

2 – O PSD perdeu claramente. Não chegou ao Governo e manteve o resultado de 2005 – um Santana Lopes que saía debilitado como primeiro-ministro. Manuela Ferreira Leite é a grande derrotada da noite. Politicamente, morreu. Quem será o próximo líder?

3 – Grande vitória do Bloco de Esquerda. Tira a maioria absoluta ao PS e sobe muito. Pode influenciar a governação futura do país.

4 – Grande vitória do CDS, que ultrapassa a CDU. Mal anda o país em que um Partido cuja maior bandeira é o fim do Rendimento Mínimo consegue resultado tão expressivo.

5- Derrota da CDU, que acaba como o Partido menos votado. Vamos ver o total de deputados eleitos. Mais uma vez, mal vai o país em que o Partido que mais defende os trabalhadores fica em último.

Comments

  1. Nuno Castelo Branco says:

    Depende daquilo que consideras ser um trabalhador. Só aqueles que andam com martelos, chaves de parafusos e foices é que são trabalhadores? Mesmo assim, ainda hoje estive com gente das obras e dos três, dois votaram no Portas! acredita que é verdade. quando lhes vão ao bolso, sabes como é.Quanto ao BE, fica em 4º e a 5 deputados do Portas. Depois das sondagens ao longo de meses que já iam em 16% (!), como é que o grande Inquisidor engole isto? É que os seus 16 deputados soados ao PS dão para … nada!

  2. Ricardo Santos Pinto says:

    Pois é, Nuno. As primeiras impressões não se confirmaram. O grande crescimento do Bloco, no fundo, serve para muito pouco.

  3. Belina Moura says:

    Mas é sempre importante que o BE tenha mais força para destronar o poder do Centrão no governo.E a perda da maioria absoluta pelo PS vai ser o factor mais importante para haver mais democracia de hoje em diante!