Fatinha e Narciso foram à vida…

Vá lá, metade foram apeados. Valentim e Isaltino continuam, apesar dos processos judiciais. É a vontade da população, dir-se-á, mas é dificil perceber que em Oeiras, principalmente, onde vivem  quadros de empresas, essa questão não seja decisiva.

Em Gondomar já se explica melhor, é um meio mais pequeno, uns frigoríficos e uns bilhetes para festivais do Carreira conseguem fazer a diferença, embora seja vergonhoso.

Num caso e outro tambem há muita gente a viver mal e uma casa decente, cria fidelidades para toda a vida.

É mais um problema da Republica do que das populações, acho eu!

Comments

  1. maria monteiro says:

    se o futuro continua em Oeiras significa que … a corrupção também

  2. maria monteiro says:

    será que a justiça também vai dar uma lição????