Para que serve a escola Pública?

No dia em que arranca mais um ano parlamentar, permitam-me caros deputados que vos coloque uma exigência em torno da Escola Pública, pilar que considero central da sociedade Democrática e Livre que sonho para o nosso país.

E começo apenas pela questão central: ” Para que serve a escola Pública?”.

Considero que a Escola Pública não pode estar ao serviço dos liberais (neo?) que apenas desejam ter uma instituição barata que lhes forme os funcionários, eficazes, mas incultos, cumpridores, mas analfabetos!

Eu desejo e sonho com algo diferente.

António Nóvoa dizia:

[…]ASSEGURAR QUE TODAS AS CRIANÇAS TENHAM VERDADEIRAMENTE SUCESSO IMPLICA[…].EM PRIMEIRO LUGAR, VALORIZAR O TRABALHO ESCOLAR, RECENTRANDO OS NOSSOS ESFORÇOS NA APRENDIZAGEM DOS ALUNOS.
A ESCOLA NÃO ESTÁ AO SERVIÇO DE UM PROJECTO DE OCUPAÇÃO, DE GUARDA OU DE ENTRETENIMENTO DAS CRIANÇAS.
ESTÁ AO SERVIÇO DE UM PROJECTO DE APRENDIZAGEM. […]

A escola Pública não pode ser um parque de estacionamento onde os pais estacionam os putos durante o dia.
Mas, também não pode ser uma peça de uma cadeia de montagem que deseja criar funcionários “funcionais” para as suas cadeias de produção.

A direita de Cascais que tem liderado a opinião publicada pensa, tal como os burocratas do ME, que a coisa se resolve criando condições para que os desgraçados andem entretidos – por isso criam os CEF’s.
Cursos de Educação e Formação. Um puto com oito negas, passa do 6º para o 7º porque vai para o CEF… e Em dois anos tem o 9º.
Isto para não falar de outras histórias de faz de conta das nossas escolas.

Dito isto, importa dizer que à Escola Pública se exige currículo e aprendizagens. O que devemos exigir é que os meninos das Escolas Públicas tenham a possibilidade de aprender porque isso é o que, hoje, os distingue dos meninos das privadas. Veja-se os rankings – uns sabem conteúdos (privado). Os outros ensaiam competências.

Fica o desafio – criem condições para que na escola Pública se possa aprender em vez de entreter!

Comments

  1. Luis Moreira says:

    João Paulo, conseguiste falar na Escola Pública sem uma só vez nomeares os professores! Criem as condições? Quem é que cria ? Os professores não têm nada a ver com isso?

Deixar uma resposta