Catástrofe no Rio de Janeiro, um abraço de Portugal

As chuvas, com as consequentes derrocadas e inundações, mataram já mais de 100 pessoas no Rio de Janeiro e desalojaram 2000. Este é considerado o pior temporal da sua história. Segundo noticia o jornal Público,  “em 12 horas choveu o dobro do que se esperava que chovesse em todo o mês de Abril. Foi a maior precipitação acumulada no Rio num período de 24 horas: 278 milímetros contra os 245 do anterior recorde, de 1966.”

Imagens e vídeos da catástrofe correm o mundo. Niterói e algumas favelas foram as zonas mais atingidas. Segundo as notícias que nos chegam, continua a chover. O Aventar, que tem muitos leitores brasileiros, manda um abraço de solidariedade e espera que o sol do Rio volte rapidamente a brilhar.

Comments

  1. Luis Moreira says:

    É preciso acabar com as favelas e com a construção pirata, enquanto houver essas duas realidades a chuva ou outra força são potenciais desastres.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.