João Paulo Seara Cardoso (1956 – 2010) e o Teatro de Marionetas do Porto


João Paulo Seara Cardoso era um dos portuenses mais ilustres da actualidade. Num Porto que despreza a cultura e que puxa a máquina de calcular sempre que se fala do assunto, o seu Teatro de Marionetas é um dos poucos oásis neste deserto que teima em não mudar.
Com o Teatro de Marionetas do Porto, vivi alguns dos mais bonitos momentos de que me lembro. O «Exit», por exemplo (vejam o video acima), ou o «Vai no Batalha». Em relação a esta, como dizia Manuel João Gomes no Público de 9 de Julho de 1993, é o verdadeiro teatro de revista – «a linguagem forte, com mais obscenidades por minuto do que todas as revistas do Parque Mayer tiveram nos últimos seis anos».
Que o Teatro de Marionetas do Porto saiba continuar a obra do seu fundador é o que se pode desejar agora.

Comments

  1. Marcos Cruz says:

    Apanhaste-me de surpresa, não sabia. É mais uma luz que se apaga nesta cidade escura. Eu conheci um pouco do João Paulo, lidei com ele enquanto jornalista e, em anos mais recentes, fomos vizinhos e visitas de casa um do outro. Entretanto, deixei de morar em Miramar e não lhe pus mais a vista em cima. E agora, informas-me tu, já não vai dar para retomar o contacto. Fica a memória de um gajo lúcido, firme, interventivo, cativante e de grande amabilidade. Fica a referência.


  2. E que falta vai fazer-nos.

  3. mjrijo says:

    Um grande Homem.


  4. Que saudades tenho do João Paulo,um AMIGO de longa data…dos encontros nacionais de teatro de fantoches promovidos pelo extinto F.A.O.J Aprendi muito com ele e com os elementos do TAI faz- nos muita falta!e sem ele …agarrar o sol naõ vai ser a mesma coisa.Para a sua mulher e filhas um abraço com muito carinho.
    Ana Barros

Deixar uma resposta