Purdey, a espingarda preferida de Manuel Alegre


Depois de se saber que Manuel Alegre vendeu, por 1500 euros, um texto sobre o valor do dinheiro, é altura de nos debruçarmos sobre outras questões que na altura passaram despercebidas.
Ao que parece, a espingarda preferida de Manuel Alegre é a Purdey – uma arma só ao alcance dos ricos e que custa a módica quantia de 20 mil euros. Infelizmente, segundo o próprio, «o vencimento de ordenado é uma pelintrice» e por isso não pode comprá-la. Foi então que, segundo o próprio, « a revolta anticapitalista começou a ferver dentro de mim».
O pobre deputado, agora candidato a Presidente da República, terá de se contentar – sei lá – com uma Springer. Do mais barato que há! Não é muito potente, mas lá, na imensidão da Lezíria, sempre dará para matar umas quantas perdizes e até um Cão (Como Nós).
Coerente, o candidato a inquilino de Belém, e curiosa a sua referência a Francisco Louçã…

Comments


  1. Para além da situação vergonhosa em que se colocou, o pior para o poeta é mesmo o texto!!! Vejam a transcrição total do texto que fiz: http://ecotretas.blogspot.com/2011/01/purdeys-da-treta.html

    Ecotretas

    • Renato Teixeira says:

      Até que enfim que alguém se dá ao trabalho. Paradoxalmente, acho que pelo texto o candidato poeta até fica bem na fotografia. Tivesse ele um rasgo de coragem e assumiria o assunto, dizendo que queria explicar aos senhores do capital financeiro que com o regime deles as purdeys vão sempre ficar no tinteiro. Alegre, entre outros, tratará de o garantir.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.