Não Há Fiança!

.

Detido no hospital pelo menos até ao próximo dia 1 de Fevereiro por determinação do Juiz de Nova York que o ouviu, Renato tem sorte pois que está a ter todo o apoio que se lhe pode dar. Já tem advogado nos states e uma outra em Portugal que afirma que apesar de ter confessado o crime ele é apenas um suspeito, já tem apoio consular, já tem a mãe, já tem namorada, já não tem o apoio de Carlos Castro nem dos amigos dele nem dos familiares dele mas não se poderia esperar outra coisa, já não é maricas, já não sairá dos EUA nos próximos vinte e cinco anos, já vai tendo o apoio dos quatrocentos amigos que em Cantanhede fazem cordões humanos em sua honra, e já não tem, nem terá jamais, a vida que sonhou e que o levou a fazer o que disse que fez. [Read more…]

Vaginas contra a crise

Penetrações pagam taxa a partir de 1 de Fevereiro

Face ao agravamento das condições económicas, e tendo em conta que as medidas aprovadas não serão suficientes para a recuperação das contas públicas, o governo decidiu que, a título definitivo, todas as penetrações vaginais a partir de 1 de Fevereiro serão taxadas, de modo a contribuir para a diminuição do défice. Para tal, serão implantadas em todas as vaginas portuguesas dispositivos que permitirão assinalar cada penetração, tornando-se, ainda, obrigatório colocar identificadores em todos os pénis dos portugueses maiores de idade, bem como em vibradores, garrafas, vassouras e na maior parte das frutas e legumes. [Read more…]

Tudo acontece a Cantanhede

Primeiro, foi o Renatinho, acusado de torturar o amante durante uma hora, furar os dois olhos com um saca-rolhas, matá-lo com um computador portátil e, no final, cortar os órgãos gentiais com o mesmo saca-rolhas com que havia eliminado os olhos.
Agora, um assalto a uma loja de venda de ouro usado, que foi notícia na capa do JN de hoje. Aí se vê, na foto, os dois meliantes (adoro esta palavra) em fuga, enquanto dois pacatos cidadãos não se mexem e um terceiro, algo anafado, finge que quer correr atrás deles. A Igreja Católica local bem reza missas a favor disto ou daquilo, mas não parece ser suficiente.
Coitadas das gentes de Cantanhede. Já não lhes bastava terem sido governadas durante tantos anos pelo sr. Jorge Catarino, «esse broche»…

Boas razões para votar Cavaco Silva

Claro que as há. Estas são as boas. As más ficam para outra ocasião.

As Mamas da Maya em directo

Maya, a astróloga armada em estrela, anda na lua e tem cada vez mais o umbigo no centro do universo. Ou as mamas, o que em termos cósmicos vai dar no mesmo.

Depois de se considerar uma referência para as mulheres portuguesas

Sei que sou uma referência para as mulheres da minha geração e sou a única mulher da minha idade que fez capa da ‘FHM’.

a abelha, perdão, a bela Maya vai aumentar as mamas em directo na televisão. O mínimo que os portugueses podem fazer é acompanhar (arranjem atestados médicos, inventem desculpas, percam o transporte, faltem ao trabalho, esqueçam o déficite e etc.).

Faltam apenas três dias e mal posso esperar. Bendito país, benditas mamas, bendita Maya.

PS: Alguma televisão quer transmitir em directo o meu próximo corte de cabelo? É que eu, cá em casa, também sou uma referência para os homens da minha idade.

Não precisamos de censura da ERC

-O programa pode roçar o ridículo, ser de absoluto mau gosto, pessoalmente não o tenciono ver durante sequer um segundo, aliás vejo pouca televisão e nunca este tipo de conteúdo, mas não estou bem a ver a necessidade em ouvir a ERC. Em rigor, nem considero sequer justificável a existência de tal entidade, excepto servir para estender o tentáculo do Estado onde ele não alcança e gastar mais alguns Euros ao contribuinte, mas já sabemos bem o que a casa gasta em Portugal. A TVI detém os direitos, terá pago aos intervenientes, cabe-lhe decidir, se e quando emite o programa. Os espectadores têm a palavra final, graças ao botão do comando que lhes permite mudar de canal. Meter nisto a ERC, é aceitar de forma bovina, que mais uma vez, outros decidam por nós. Para esse peditório já demos durante algumas décadas, com o argumento que não estávamos preparados para decidir. Basta!

Há bancos a precisar do FMI em Portugal?

banca_FMI

Veio a público, aqui, a notícia do agravamento da dependência da banca portuguesa em relação ao BCE. A dívida externa do Estado é tema comum de notícias, debates e conversas, no dia-a-dia. Todavia, a parcela da dívida externa privada, titulada em boa parte pela banca, não é discutida por muita gente; mesmo pelos mais entendidos comentadores, economistas e “tudólogos” televisivos, a saltitar e doutrinar de canal em canal.

Omitida ou esquecida, a verdade é que a banca do País deve ao BCE 40,8 mil milhões de euros, ou seja próximo de 24% do PIB – ignoro se o Santander Totta, cujo presidente, Nuno Amado, é o primeiro da esquerda na fotografia, se integra entre os devedores, dada a dependência de Espanha.

Também é curioso saber que os bancos das três personagens centrais – Ricardo Salgado do BES, Faria de Oliveira da CGD e Carlos Santos Ferreira do BCP – concederam há pouco tempo um empréstimo de 250 milhões de euros a empresas de Luís Filipe Vieira para financiar projectos imobiliários: um “resort” no Algarve e uma urbanização na ultrajada zona da Expo, em Lisboa. [Read more…]

Quanto Mais Me Batem…

O Jornal de Notícias diz que Portugal terminou 2010 com uma inflação de 1,4%, perante uma média da zona euro de 1,6%.

A EDP vai aumentar a electricidade 3,8% em 2011 e António Mexia “alerta para fim do crescimento baseado na energia barata“.

Isso, energia barata! – com um aumento de preço “legal” quase três vezes acima da inflação e num ano em que os salários vão baixar abruptamente. Energia cada vez mais barata…! Sinto-me um pouco baralhado. Ou isso ou estão a fazer de mim burro… que os carregue.

Central de Camionetes de Bragança

Do comboio foi entre 1906 e 1992. Depois vieram os burocratas e escavacaram Trás-os-Montes.

Quando Teixeira dos Santos se preocupava com os 50 milhões para a Madeira


Hão-de convir que, à luz do que se sabe hoje, soam muito estranhas estas palavras do Ministro das Finanças.
Parece que foi há tanto tempo… Teixeira dos Santos e o Governo agitavam o fantasma da crise política apenas porque a Lei das Finanças Regionais estava em vias de ser aprovada pelo Parlamento. E quais eram as consequências para os cofres do Estado? Menos de 50 milhões de euros por ano.
Entretanto, pela última emissão de dívida pública, o Estado vai pagar quase esse mesmo valor, todos os anos, apenas em juros. O tal valor que Teixeira dos Santos e o Governo consideravam pôr em causa a estabilidade política. O tal valor que, na última emissão da dívida pública, anteontem, deixou o Ministro das Finanças muito contente.
Parece que foi há tanto tempo… mas na realidade foi em Fevereiro de 2010. Há menos de um ano…

a utilidade das hierarquias e dos títulos

Dois factos apenas acordaram em mim este título para o presente ensaio.

Se falo de hierarquia, estou a falar de préstimo ou do que há de útil, de meritório ou de proveitoso em alguma pessoa ou coisa, vantagem; serventia, pessoa ou objecto útil. Esses dois factos que lembro, por ordem cronológica, advêm de ideias de divertimento, prestadas, sem saberem, por pessoas que se relacionaram comigo. Uma das pessoas estudava direito e, até  à obtenção da sua licenciatura, secretariava o ISCTE. Pessoa empenhada, tinha, em minha opinião, duas metades: se falava com um docente, nós, Doutores e de alta patente, em frente de pessoas da sua secretaria éramos, meu amigo. Na companhia de só um de nós tratava-nos por Senhor Doutor, mas em público, [Read more…]