as escolas privadas e a demagogia do cheque-ensino

Não custa imaginar que, perante um aumento da procura superior à capacidade de oferta, as melhores escolas privadas (que pretendem legitimamente manter a sua reputação nos rankings), escolheriam os melhores alunos. Ao mesmo tempo que, com a transferência de fundos para o ensino privado, a pauperização e degradação das condições de financiamento e funcionamento das escolas da rede pública se veriam ainda mais agravadas, generalizando um sistema dual, que hoje – apesar de todas as desigualdades económicas conhecidas – o sistema público tem, em certa medida, impedido.

É a conclusão de um excelente artigo do meu amigo Nuno Serra, já disponível para leitura pública e gratuita.

Comments

  1. Fernando Nabais says:

    Li este texto no Público. Só tenho a acrescentar: excelente.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.