Os casos aos quais o Ministério Público decide abrir inquérito

 

Pinto Monteiro resolveu abrir um inquérito a três agências de rating internacionais. Se os inquéritos feitos dentro de portas demoram eternidades e acabam habitualmente por ser inconclusivos, nada leva a crer que este inquérito feito num âmbito internacional seja diferente – muito pelo contrário. Mas pronto, dá muito jeito à tese da crise vinda de fora, agora que se caminha para a campanha eleitoral.

Agora o que estou para ver é se o MP também também vai abrir um inquérito ao caso em que «os juízes do Tribunal de Contas se queixam de ter sido induzidos em erro para aprovar cinco auto-estradas, no valor de dez mil milhões de euros». Uma história rocambolesca a ler no TVI24.

Comments


  1. O inquérito foi aberto porque alguns cidadãos apresentaram queixa. E o Tribunal de Contas, fez o mesmo?

    • jorge fliscorno says:

      Ah sim, houve aí uns economistas que se queixaram. Como somos iguais na República, vou então queixar-me ao MP por causa dos concursos das auto-estradas. Estou certo que Pinto Monteiro também abrirá um inquérito.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.