Rapper NTS Recarga – quando os assassinos estão do lado errado

«E nesta curta passagem
Sigo com uma só certeza
Tu tens a tua
Eu tenho a minha
A liberdade…
Ninguém te pode tirar.»

 
O Rapper NTS Recarga, de Santa Maria da Feira, é a última vítima da impunidade policial em Portugal. Menos de um ano depois do assassinato de MC Snake, temos mais um caso em que um elemento da GNR dispara à queima-roupa contra um veículo que simplesmente deu meia volta quando viu uma operação STOP.
E prevendo os comentários dos costumeiros arautos da moralidade, não parar numa operação STOP é errado e ilegal (era «reveillon», talvez o condutor tivesse bebido um copo a mais, não sei), mas a resposta não é matar. A resposta não é sequer disparar. O procedimento correcto é recolher de imediato as características do veículo, a matrícula e enviar a informação à central que depois emite às restantes patrulhas, de modo a que o suspeito em fuga possa ser interceptado noutro local ou para que o caso passe para as brigadas de investigação criminal.
Sabendo o que fez, a GNR tentou encobrir o crime, tratando o caso como um acidente de viação e dizendo, à família, que o guarda escorregou e disparou acidentalmente. Não fosse o médico de serviço chamar a PJ e nunca esta teria descoberto a bala na cadeira do automóvel.
Aos costumeiros arautos da moralidade, direi ainda que não estamos a falar apenas de um rapper. Não é só o NTS Recarga. É o Fábio. É um puto de 21 anos que tomba desta forma às mãos de quem é pago para nos proteger. E o Fábio, que nem sequer era o condutor do carro, não era um perigo para quem quer que fosse.


Uma boa notícia: o NTS Recarga está em coma, mas não morreu. A bala, disparada à queima-roupa, entrou pelo abdómen e saiu pela perna. Não atingiu órgãos vitais, mas provocu várias hemorragias pelo caminho.
Naquele dia, o Guarda, provavelmente furioso por não lhe reconhecerem a autoridade que tem, improvisou. Mais ou menos como os improvisos que tornaram conhecido o NTS Recarga. Só que este improviso, por ter sido pensado com uma pistola e não com a cabeça, foi um improviso assassino.

Comments

  1. Joel Martins says:

    É caso para dizer, “É tão bom mocinho, só era bêbado e fugia a policia”.

  2. Ricardo Santos Pinto says:

    Não sei se tinha bebeido nem isso interessa nada, visto que não era ele que ia a conduzir.
    Quanto ao resto, tem toda a razão: é bêbado, mata logo ali. Ah grande Polícia, valente!


  3. Muito bem escrito.

  4. josh says:

    “olho por olho, dente por dente”

    se não fossemos uns panhonhas, este guarda e os outros envolvidos em casos semelhantes não dormiam descansados… até serem finalmente postos a dormir.

    esta gente que crê ter o monopólio da violência devia sentir que o braço longo da justiça (do povo) pode e irá chegar a qualquer lado.


  5. Bem escrito, mas este caso (tal como do MC Snake) não é tão linear como querem fazer parecer.
    Efectivamente o carro deu “meia volta” à vista da operação Stop, foi perseguido e interceptado por outra patrulha e após ter ignorado ordens para parar, a coisa descambou para os tiros.
    Eu pessoalmente não me sinto “inseguro” se agentes da GNR pararem carros em fuga com tiros, mesmo que os prevaricadores sejam putos eventualmente bêbados ou drogados.
    Beber e conduzir é crime! E se, na fuga, atropelassem alguém, a culpa era dos GNR em perseguição? E se na fuga se despistassem e batessem no VOSSO carro, como era?
    No carro em fuga podiam ir traficantes, assaltantes, terroristas, fugitivos, eu sei lá!
    Porque não parou o condutor? Porque fugiu? Porque não parou o carro e fugiu a pé?
    Desculpem mas o passageiro de um carro em fuga não é uma “vítima inocente”, decerto em algum momento podia ter dito: “foge tu se queres, eu desço aqui mesmo!”.
    São putos com a mania que são duros e gosto por arriscar.
    No caso MCSnake, o agente PSP foi condenado, e achei mal. Também não devia ser condecorado, o que deviam os agentes da ordem era ter mais formação e melhor equipamento para lidar com estes casos.
    E, venha quem vier, penso que as forças de segurança devem ter o poder de imobilizar carros em fuga, pelos meios que lhes puserem à disposição. Não são só para passar multas a quem trabalha e paga impostos.

    A moral da história para putos com a a mania que são duros é: se a polícia mandar parar, paras. Se não parares, levas chumbo, e coisas más podem acontecer…Independentemente do que possa acontecer ao infeliz agente que dispara depois, quem morrer não volta à vida.
    Peço desculpa por ir contra a “corrente de pensamento” deste post, mas às vezes é preciso olhar para os vários aspectos dos acontecimentos. Prefiro a PSP e GNR a ir atrás de fugitivos do que a passar multas por não pôr moedas no parcómetro ou ir a 80km/h num local de 50…
    Se não estavam a fazer nada de mal, não fugissem!

    • Ricardo Santos Pinto says:

      Não precisa de pedir desculpa por discordar, José Pinto.
      Pense apenas na forma como o disparo foi efectuado, à queima-roupa, de cima para baixo, a 2 metros da janela do lugar do carro, e não me diga que não era para matar.
      E pense que foi a própria Polícia que adoptou como procedimento não disparar nestes casos. E que, se calhar por isso, tentou esconder o que tinha feito.
      Deixo-lhe só a opinião do militar Mourato sobre este assunto: Mourato escreveu:
      Camaradas, como profissional da GNR, sinto uma enorme tristeza ao ler alguns dos comentários que acabei de ler.

      Como é possível que alguém possa dar tanto valor a uma ação destas. Nem acredito que Agentes de Autoridade o possam fazer…

      O condutor, na pior das hipóteses, apenas cometeu uma mera contra-ordenação social ao inverter a marcha. Quantas infrações piores cometera o Agente da GNR durante a perseguição???

      Será que era caso para puxar de arma de fogo e disparar sobre um condutor que inverteu a marcha antes de chegar junto de uma patrulha da GNR.

      Sabem camaradas, é a ganância de fazer autos e excessos de álcool!!!

      Já se mata por uma mera infração rodoviária.

      Imaginem que era o vosso filho que ia a conduzir o carro e invertia o sentido de marcha antes de chegar junto da patrulha. Não se esqueçam, pode acontecer um dia o vosso filho ter uma atitude dessas. Será que exigiam a morte dele por um facto tão irrelevante???

      Entendo que nem todos os agentes da GNR deveriam usar arma de fogo, não estão preparados, não têm treino e também não sabem em que casos a lei o permite.

      Tenho pena das consequências que o Agente vai sofrer, pois, não tem a culpa toda. Provavelmente nunca teve quem lhe explicasse, verdadeiramente, como, quando e em que situações deve ser utilizada uma arma de fogo. Está na lei… Certamente que este caso não se enquadra com a lei… Agora, enfim, vai-se tentar arranjar uma justificação, esfarrapada é certo, mas vai convencendo quem julga e acaba por terminar com negligência grosseira e pena suspensa.

      Fiquem bem e bom ano.

      Pode ler este e outros comentários – alguns dginificantes – neste fórum: http://forumgnr.virtuaboard.com/

  6. mortalha says:

    gostava de saber quem estaria mais bêbado ou drogado: se o rapaz ou o guarda. um tiro pela janela lateral e de cima para baixo? uma bala que entra pelo abdomen e sai numa perna? o guarda estava mais perto do pneu do que do condutor. tão perto que a bala atravessou o rapaz de cima a baixo… repito: gostava de saber quem estaria mais bêbado ou drogado: se o rapaz ou o guarda.


  7. Espero que nunca aconteça o mesmo a um filho teu!


  8. E se no carro fosse a menina desaparecida a Maddie ou outra criança e os condutores tivessem fugido por isso mesmo .A criança ficava em perigo se disparassem para a bagageira porta ou pneus. Ninguem quer matar uma criança inocente ou uma pessoa inocente . Se as operações stop são em sitios habituais quando se trata de alcool o melhor é instalarem camerãs de filmar em stios estratégicos etc.

  9. DAVB69SCP says:

    Mesmo que estivessem bêbados , não tinham nada que disparar eles não eram obrigados a prosseguir na operação stop, então só porque enverteram o sentido de marcha coisa que até hoje ainda não é crime foram passado pouco tempo surpreendidos pelos agentes em que um deles atira sobre o vidro da frente e faz aquilo que já em cima foi descrito, ainda por cima nem era ele que vinha a conduzir… Mas melhor são as desculpas dos agentes que se nem fosse o hospital a descobrir não tinham dito nada ou tinham mentido como estavam a fazer até ao momento. Então é destes polícias que temos em PORTUGAL cobardes e que atiram sobre um rapaz com apenas 21 anos que nunca tinha tido problemas com policia nem nada do género podiam ter apontado a matricula e avisado outra patrulha para ver se tinham motivo para terem feito a inversão de marcha e assim estava tudo resolvido mas não, fizeram aquilo que vimos!!

  10. absurdo says:

    Há mais de dez anos que, na maioria dos Estados dos EUA, foi passada a recomendação às forças policiais de evitar perseguições policiais em casos de meras infracções rodoviárias. A experiência mostrava o perigo das perseguições policiais e as consequências fatais das mesmas para terceiros, quando o que estava em causa era uma mera multa de trânsito.
    Recomendação que deveria ser seguida por cá.
    A acção do guarda violou claramente a lei que regula a utilizaçao da arma pelos agentes policiais, para além de poder ser enquadrada pelo Código Penal.
    Não está em causa a acção criminosa do condutor em desobedecer a uma ordem legítima dos agentes de autoridade, devendo ser punido por tal. A punição é que não deve estar nas mãos da polícia…

  11. roberto says:

    claro que a gnr disparou sem necessidade. provavelmente o gnr que disparou fe-lo por nao ter nada melhor para fazer do que meter se numa alhada tremenda por ter efectuado o disparo.. por favor vamnos deixar de passar a mao nestas tretas e do “coitadinho ele so fugiu a policia nao era preciso disparar”” mas se fossem esses tais mcs a disparar e a matar um policia eram idolatrados e presos meia duzia de anos enquanto que um policia perdera tudo se disparar num desses coitadinhos.por favor.como seria entao se esses meninos atropelassem alguem na fuga?? o vosso filho por exemplo??? como era??? acho muito bem que se nao obedeceram a ordem de paragem que a policia utilize a força.

  12. fuck fuck u says:

    aos palhaços do contra…espero com toda a força que nao aconteça a um filho vosso, mas sim a voces mesmos! para eu poder ir ter a vossa cama de hopital e rezar para que sofram e muito antes de morrerem e rir me da vossa cara! seus otários! tudo foi dito tudo foi feito, existem procedimentos!

  13. fuck fuck u says:

    “No carro em fuga podiam ir traficantes, assaltantes, terroristas, fugitivos, eu sei lá!” …mais uma razao para o agente nem sequer se aproximar do veiculo mas sim seguir todos os procedimentos em segurança! era bom que fose alguem armado para a proxima e fode lo com um tiro a ele para aprender!

  14. fuck fuck u says:

    O procedimento correcto é recolher de imediato as características do veículo, a matrícula e enviar a informação à central que depois emite às restantes patrulhas, de modo a que o suspeito em fuga possa ser interceptado noutro local ou para que o caso passe para as brigadas de investigação criminal… informem se antes de falar otarios. grande instruçao deve ter tido esse agente…tristes!

  15. roberto says:

    devs pertencer ha trupe dos mcs cromo do caralho….devia era acontecer a ti era menos uma escumalha a face da terra..


  16. gostei muito do site e é muito, gosto de ouvir as musicas do nts e ele é muito giro,tenho tudo dele, o chapeu etc mas calma sou uma rapariga que gosta de ti nts recupera estou sempre a apoiarte,adoro-te. continua a escrever as tuas musicas muito fixes amo-te nts.
    adriana-porto.caga para o filho da puta do policia ganda boi o policia .filho da puta. recupera muito muito rapidamente vamos lá animo.força tens sempre o meu apoio quem te critica que vá pro caralho quem te apoia eu tambem o apoio menos raparigas,detesto raparigas á tua beira.amo-te nts.


  17. os assassinos estão sempre do lado certo

    os ass assinados estão sempre do lado errado né?

    morte à bófia …o bom ass assino tem sempre um lugar no céu

    ou ao menos tem sempre linhas à coca no enfer privative

  18. Andre miguel 90 fcp says:

    penso que o que esta errado e mesmo a formacao que e dada as nossas forcas de segurança (psp e gnr) que nao sabem adaptar os procedimentos correctos e pior ainda, a gnr faz 2 vezes prova ou avaliacao de tiro, o que nao e nada, deviam fazer era pelo menos 6 vezes por ano para nao dispararem sobre pessoas inocentes, nao digo que ele nao bebesse e fizesse outras coisas, mas isso ja e o problema da nossa sociadade, e para mudar mentalidades e culturas pode demorar seculos… agora o agente que espere um juiz bonzinho se nao esta completamente feito. As melhoras para o nts que tem um grande futuro no rap portugues a meu ver.

  19. Sr. Troll says:

    espero bem q esteja morto.. a musica portuguesa nao aguenta muitos cantores de merda ao mm tempo

  20. inesinha leoparda says:

    es perfeito nts nada nem ninguem te vai deitar a baixo:)


  21. Acho que as pessoas têm um problema grave em interpretar textos. Eles não foram mandados parar na operação Stop. Eles apenas viram a operação stop, e ao terem-na avistado, deram meia volta. Isso não é crime. Seria sim ilegal, caso tivessem sido mandados parar e não o tivessem feito. De qualquer modo, independentemente do que tenha ou não acontecido (não se esqueçam que os Media são traiçoeiros e por vezes transmitem informações erradas) não se deseja a morte a ninguém. Não podemos ver a situação como ‘um Mc que ía no carro e que só faz música de merda’. Afinal é um ser humano, e a arte até hoje é subjectiva, por isso, é estúpido estar aqui a discutir gostos. É ainda mais estúpido vir para aqui dizer que o rapaz faz música de merda quando a música dele nem sequer está em causa nesta situação. Mas pronto, é o que temos em Portugal. E não é só nos polícias, mas sim nas próprias pessoas. Isto não é estar a passar a mão pela cabeça do rapaz nem estar a enxovalhar os polícias, é apenas ver a situação de ambos os lados. Caso a Polícia não os tenha mandado parar (assim como li), não vejo crime nisso. Caso tenham sido mandados parar, óbvio que é um desrespeito à autoridade, mas que no entanto não se resolve com tiros.

  22. pedro says:

    Força NTS , eu conheço o nts, o fábio pessoalmente andei na mesma escola que ele,é um bom rapaz espero que ele fique bem,ele nao merecia isto,a policia no nosso pais é uma merdaaaaaa.
    ass: pedro de espinho

  23. amo te fabio, nts says:

    nts e mais nada

  24. aluno do 9ºano says:

    pessoal porque o tratam por NTS?


  25. Não Tem Significado = NTS

Trackbacks


  1. […] informações nesta posta do Ricardo Santos Pinto, na reportagem da TVI e no […]


  2. […] Vitima de um triste episódio de violência policial em Janeiro de 2012, trazido para o Aventar pelo…, o rapper NTS improvisou a sua fuga a uma possível morte prematura e é hoje um dos músicos mais aclamados na cena hip hop nacional, seguido por largos milhares de fãs e um fenómeno no Youtube, com publicações a atingir um milhão de visualizações. […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.