Blogues, uma década depois, continuam vivos e recomendam-se

Uma década depois do boom, que é feito dos blogues?, pergunta o Público, para acrescentar a seguir

Uma década depois do boom, o blogue não morreu, mas perdeu mediatismo

Não é esse o caso do Aventar, nem de outros blogues portugueses. No nosso caso, e desde o início do blogue, o número de leitores e de visitas tem vindo sempre a aumentar e ainda não estabilizou. As notícias sobre a nossa morte, enfermidade, letargia ou o que seja são, uma vez mais, claramente exageradas. Mas nem sequer é verdade o que afirma o artigo sobre um certo adormecimento da blogosfera. Se, em vez de fazerem perguntas a “históricos dinossauricos”, tivessem consultado a lista do concurso Blogues do Ano 2011, chegariam à conclusão que os blogues continuam vivos. E estão melhores hoje do que no início.

Comments


  1. Plenamente de acordo com o teor deste artigo. Claro que no passado alguns blogues fizeram furor e hoje foram-se, mas outros vieram e ocuparam esses espaços ou mesmo abriram novas frentes, o aventar é um destes casos.


  2. Fiquei com a mesma sensação quando li o artigo.
    Depois de um título que chama a atenção o conteúdo da notícia é muito pobre.
    É pobre porque diz pouco, supreficial, errado e com exemplos que só podem advir de quem, embora articule sobre a blogosfera, provavelmente não a lê.
    Existem blogues em expansão muito bem escritos, por gente de muito mérito.
    A bloga está viva, a crescer e recomenda-se.
    Cumps.


  3. … superficial….

Trackbacks


  1. […] isto anda, uma grande andança em prol da investigação jornalística. O Pedro já tratou do assunto, mas como lá deixei um comentário que foi censurado aproveito para o deixar aqui, desenvolvido: […]


  2. […] que A. Pedro Correia responde, no Aventar: «Blogues, uma década depois, continuam vivos e recomendam-se». Gostar disto:GostoBe the first […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.