“ARMAS” Abandonou

A MADEIRA ESTÁ MAIS LONGE
O navio “ARMAS” que durante cerca de seis anos (desde 2006) fez a ligação marítima de transportes regulares de passageiros entre o continente (Portimão) e a  ilha da Madeira (Funchal), deixou de o fazer.
Como não poderia deixar de ser, a culpa cai no Governo Regional, que não deu ao armador espanhol as condições que este entendeu por necessárias para efectuar esse serviço.
Também como não poderia deixar de ser, independentemente da razão que eventualmente lhes possa subsistir, a oposição política e algumas associções empresariais acusam igualmente os governantes  regionais de protegerem e beneficiarem o Grupo Sousa,  concessionário das operações portuárias do arquipélago e com o monopólio da ligação marítima entre as ilhas da Madeira e do Porto Santo.
Quem fica a perder é o arquipélago, cujos habitantes deixam de ter uma via mais económica de acesso ao continente e às Canárias, aumentando o nível de vida, fazendo diminuir o emprego e aumentando o isolamento (parte das conclusões de uma petição pública colocada na Internet subscrita por muitos cidadãos).
.

Comments

  1. kalidas says:

    “O Mundo pula e avança, como bola colorida entre as mãos de uma criança”. Mas depois dá nisto? Mas quem é que disse que o Paraíso é aqui?

    O tempo quer queiramos ou não, traça um rumo sempre ascendente no gráfico da nossa existência, apesar dos altos e baixos que o circunstancialismo histórico por vezes impõe quase sempre por culpa nossa. Mas não é fado nem fatalismo é o desafio da aventura da vida.

    A Madeira apesar de estar agora em baixo no gráfico da dialéctica das bestas governamentais, continuará a ser para mim, a mais bela ilha do mundo, eu que sou um nazareno à beira mar plantado. Que saudades da Pousada dos Vinháticos e dos encantos da Laurissilva.

  2. Bruno says:

    A Madeira, porque vivo e trabalho aqui, assemelha-se à aldeia gaulesa do Asterix. Só que nunca ganha os confrontos. Foi pena o ARMAS ir embora, pois a quantidade de privilégios que existem aqui as pessoas não imaginam. E falo dos privilégios reais, porque os obscuros…. Não tenho tempo nem dinheiro para pagar à Injustiça.


  3. Foi preciso um armador espanhol ver o que os nossos governantes e senhores de ” certos Grupos” nunca viram: que há mercado para este tipo de negócio. Então, porque esse Grupo Sousa não assegura a ligação maritima entre o Continente e a nossa Ilha? Aliás, é uma vergonha, um país de mar como é o nosso, não assegurar um serviço maritimo regular e acessivel aos seus cidadaõs.
    Como sempre, em todo o lado, os “senhores” só pensam no umbigo deles.

  4. marai celeste ramos says:

    KALIDAS – a Laurissilva ARDEU – não deu por isso meu amigo. depois da derrocada da Madeira – a seguir veio fogo que até partiu as pedras onde estava a Laurisilva – a última do restea do mundo, embora creia que há uns loureirinhos nas Canárias (Lauris nobilis) – o que é UNESCO neste país, e leva tantos anos a conseguir esse Estatuto, arde, ou destrói-se – são os TUA do país – de governantes de merda de cá e de lá – mas fazem amigos milionários-se for à NET ver imagens da Laurisila, não são imegens do que é – são imagens do que FOI, não se distraia

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.