Hoje dá na net: Earthlings – Terráqueos


Earthlings, em português Terráqueos. Um filme-documentário sobre a absoluta dependência da humanidade em relação aos animais (para estimação, alimentação, vestuário, diversão e desenvolvimento científico). O desrespeito do Homem em relação aos animais fica bem evidente através de hora e meia de imagens verdadeiramente chocantes (de que aquelas que podemos ver à passagem dos 55 minutos são o melhor exemplo), conseguidas sobretudo através de câmaras ocultas. No site oficial de Earthlings, é possível ver o filme completo e comprar a edição original. No site não-oficial, é possível fazer o download gratuito de forma completamente legal. É um projecto da organização ambiental americana NationEarth, com narração de Joaquin Phoenix e banda sonora de Moby.

Comments

  1. marai celeste ramos says:

    No princípio dos tempos os animais humanizaram o homem (os animais é que se paroximaram dele) e passou a domesticálos e, por isso, isso alguns sendo de importancia fundamental para o acpmpanharem na vida em geral incluindo desporto como o cavalo, ou mesmo em tratamento de doenças dos homens como os golfinhos s burros e cavalos, ou porque são seus companheiros e guarda dos rebanhos e da caça, ou a companhia de invisuiais, bem como são guarda da usa casa – como o cão, e outros que mete dentro da sua própria casa (cães e gatos e pássaros além de outros como tartarugas para regalo das crianças) e por isso denominou alguns de, tendo todos sido, anteriormente, animais selvagens e livres e felizes no habitat natural salvagem

    Mas, agora, depois de humanizado por eles, o homem voltou à maior selvajaria maltrando até a doença, e morte, aqules que o emsinaram a ser humano
    Porque continua a ser selvagem entre os seus próprios pares, foi escrita, e está em vigor, a Carta dos Direitos do Homem, separada da da CRIANÇA que não poude ser incluida para não se exercer sobre ela actos selváticos, bem como a Carta dos direitos da MULHER pra não a tratar como um ser menor e que ainda perdura entre os julgados mais civilizados, pois que é necesário dar ainda a perceber que direito a tudo o que homem se julga ter direito prevaleca para a mulher, que não foi também incluida, havendo posteriormente sido criado o Tribunal dos Direitos do Homem – mas o homem civilizado, ou não, não concede ainda direitos a outros seres e muito menos aos animais e às plantas sem as quais nem sequer pode RESPIRAR até porque não contente, conseguiu poluir o planeta na terra e no ar, nos rios e nos lagos e nos mares – sendo ainda o maior predador e poluidor da vida global – como ser evoluidonas ciências e tecnologias e modernas formas de viver, volta-se, tamb+em, para os rios, a sua primeira estrada de comunicação e alimento, e destrói e inventou uma pequena “safa” – os estudos de impacto ambiental (EIA) que não servem para nada porque nem as lei que fez, é capaz de cumprir chegando-se a um grau de irracionalidade racional


  2. Obrigado por divulgar este documentário. Não é à toa que o chamam de “vegan maker”, pois toca na consciência de cada um que o vê e leva a que as pessoas mudem o seu relacionamento com os animais, inclusivé deixar de contribuir para tamanho sofrimento, parando de os comer. Obrigada mais uma vez pela divulgação. Tamanha barbárie não pode ficar escondida.

Trackbacks


  1. […] australiano Peter Singer. O seguimento natural dos filmes apresentados anteriormente nesta rubrica, Earthlings: Terráqueos e Food, inc.. «Libertação Animal» é considerada a Bíblia dos Vegetarianos. Neste livro, a que […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.