Amnésia Intencional

Paul Krugman chama “A Grande Recessão” à actual crise e compara o desempenho de algumas economias europeias agora e durante a crise de 1929, a chamada “Grande Depressão”, concluindo que a generalidade dos países europeus está agora pior.

Mas Krugman vai mais longe e põe o dedo na ferida, num artigo intitulado “O fiasco da austeridade“, quando afirma que esta tragédia era completamente desnecessária e foi causada por decisores políticos, analistas e economistas que decidiram “esquecer-se do que sabiam”, por razões políticas.

Por causa disso, continua Krugman, o que enfurece é que milhões de trabalhadores estão a pagar por esta amnésia intencional.

Desiludam-se, no entanto, os que esperam ver perigosas derivas esquerdistas nestas palavras de Krugman, como essa fúria por causa dos trabalhadores. O seu blogue continua a chamar-se, como antes, “A Consciência de um Liberal”.

A consciência de Krugman é que é diferente da desses liberais que, por cá, persistem num caminho que já mostrou não resultar.

Comments

  1. pedro says:

    “liberal” em politica americana é o mesmo que “esquerdista”

  2. marai celeste ramos says:

    Pois é, há muita interpretação diferente de liberal, e esta é à portuguea, espécie de purga em que os velhos morrem sós e levam 7 anos a ser descobertos em casa, e leva os jovens ao suicídio (dos 18-40) e nunca a taxa de suicídio foi tão alta, outros emigram como nunca, para o Brasil, que os não quer, pois quer sim, como sempre, o melhor de Portugal, e agora prefere 60 mil engenheiros para construir a sua cidade olímpica pois não tem quadros – é favor ouvir a última intervenção do Be e, que a deputada pôs preto no branco quanto a este “liberalismo” – podem esvaziar a AR – esta senhora tanto basta


  3. Krugman é democrata, mas moderado. E fazia muita falta aos comentadeiros e carpideiros blogosferos e não só, ler com atenção as “aulas” dele no blog do NY Times.

    E perceber que ele já está a por o dedo na ferida há algum tempo e as suas soluções.
    Ele não é o único a propor outras soluções(Blanchard do FMI , Stiglitz, Baker et al.) para além da austeridade, mas pode ser um Nobel consiga alterar a percepção das coisas.

    Se nós precisávamos de austeridade ( e até precisávamos de alguma sem dúvida), ir para além da troika ou apenas austeridade, vai nos levar ao abismo. You heard it here first

  4. A. Pedro says:

    pedro,
    Krugman não utiliza a palavra liberal dessa forma que refere, ela é utilizada na sua verdadeira acepção http://aulete.uol.com.br/site.php?mdl=aulete_coletivo&op=loadVerbete&palavra=liberalismo

    http://www.wook.pt/ficha/a-consciencia-de-um-liberal/a/id/2192253

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.