Censura, grita ele. Pois, pois…

Afinal……parece que a história está mal contada e o Pedro Rosa Mendes da Antena 1 já era um velho conhecido de Angola

Comments

  1. Tito Lívio Santos Mota says:

    Conheço pessoalmente Pedro Rosa Mendes.
    Estou por dentro das manigâncias de que foi vítima.
    Pedro Rosa Mendes merece toda a minha confiança.
    Já os jornalistas do jornal I, todos por junto, não me merecem qualquer confiança ou respeito.

    Pouco é também o respeito que posso ter pela seriedade e poder de dedução de quem divulga este tipo de trapalhadas.

    Tito Lívio Santos Mota
    Que é do Porto, da Freguesia de Massarelos mas se marimba para ser portista ou nortenho, porque não se precisa de tais tolices para gostar da nossa terra. E que tem o chamado “regionalismo do norte” pela forma política que toma a “dor de cotovelo”.

  2. Tito Lívio Santos Mota says:

    é perfeitamente normal em democracia que existam jornais afetos a tal ou tal ideologia.
    Também é normal que hajam jornalistas que defendam os pontos de vista dum governo.
    O que não é normal é que existam pasquins como o Jornal I ou o SOL que apenas servem para embalar em trapalhadas e aldrabices os poderes de quem lhes paga.

    Tito Lívio Santos Mota

  3. marai celeste ramos says:

    Com estas desavenças verbais espero que nada suceda, como neste momento, no Campo de futebol do Egipto em que se mataram uns aos outros e mores a sério
    Algo começa (sempre) por desavenças verbais – estes desarrazodos de um dos melhores blgs é mesmo lamentával e a tal democracia de que falam alguns em que parece que aceita que b«vale TUDO até a ofensa verbal, vamos lá, mas o que fizeram à caricaturas de Maomé, por pa+is altamente “evoluído, ‘e paradigma de que nem os “ditos” evoluídos, não t~em uma linha “amarela” para pararem – o caminho geral e global é de facto de degradação – LAMENTÁVEL – perigoso – imprevisível – quem não sabe parar espero que não se “estampe”


  4. O pois, pois… é insinuação ou insulto?


  5. Não sabia que o I se estava a tentar vender à cleptocracia angolana, ou será o dono do I? É que isto como notícia, desculpa lá, que o Pedro esteve várias vezes em Angola, denunciou muito do que por lá se passa, sobre o assunto até escreveu 2 livros, foi processado e os tribunais portugueses não o condenaram, já se sabia.


  6. Pois, pois, qurem ver que o Antunes está teso e precisa de “petróleo de miséria”?

  7. MAGRIÇO says:

    Tito Lívio, que nunca lhe doam as teclas quando se tratar de denunciar o chauvinismo parolo e medíocre de regionalistas com complexos existenciais.

Trackbacks


  1. […] acha que o direito à greve não faz sentido nos dias de hoje, o João Paulo acha que faz, o Fernando Moreira de Sá pensa que a história de Pedro Rosa Mendes está mal contada, o João José Cardoso pensa o […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.