Minititanic

foto de adão cruz

Quem por ali passe nem repara no MINITITANIC, nem se apercebe da vida que ele foi. Um pequeno barco de quatro ou cinco metros, já gasto, assente na margem lodosa do rio, a um canto de um apodrecido cais, preso não se sabe aonde nem a quê, por uma longa corda cheia de nós. Um barco sem fé nem esperança, isolado do mundo, afastado de todos os seus irmãos, ancorado no tempo, agarrado à memória do lado esquecido da vida. Há muito parado e imóvel, apenas baloiça levemente à flor da água quando a maré lhe entra sorrateiramente por baixo, afagando o casco de cores já mortas, num beijo de saudade como que a dizer, anda, desprende-te, vem comigo até ao infinito. Um barco muito triste, quando a maré se vai e o deixa de novo pousado na areia negra e suja.

Para quem passa e nele encontra os olhos, O MINITITANIC parece não ser de ninguém, mas tem por dono um velhote de oitenta anos que por ali anda sonhando, desde que se levanta até que se deita, no fim de uma vida passada no mar. Há muito que o vejo por ali, sempre enredado naquele barco. Perdidas as forças, há anos que não vai à pesca, mas todos os dias ali vem, olhando enternecido e cheio de amor para o seu barquinho, companheiro de tantos desafios e angústias, afagando-o, limpando-o das cagadelas das gaivotas, retirando com um balde a água empoçada da chuva, fazendo aqui e ali pequenos arranjos e reparações, e nele dormindo até ao pôr-do-sol, ou mesmo durante a noite, em tempo de verão, embalado certamente pelo longo sonho de que um dia, em maré bem cheia, ele o levará, uma vez mais, bem longe, para onde sempre viveu, e onde vive, no misterioso silêncio do fundo do mar, o seu pai, o GRANDE TITANIC

Comments

  1. MAGRIÇO says:

    Bonito texto, que revela a sensibilidade do autor. Parabéns!


  2. Sim, belo texto! E mais uma vez o nosso estimado Adão Cruz pôs pozinhos mágicos nas palavras para que nós, em vez de lê-las uma a uma, possamos vê-las todas juntas em vívida imagem!

  3. marai celeste ramos says:

    Até do que é triste se pode retirar tanto belo, o belo que está dentro de quem o tem e o revela

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.